Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 06 de agosto de 2017. Atualizado às 22h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Trabalho

Notícia da edição impressa de 07/08/2017. Alterada em 06/08 às 19h11min

Estaleiro Rio Grande demite em torno de 70 funcionários

Complexo pertencente à Ecovix está inoperante e sem novas encomendas à vista

Complexo pertencente à Ecovix está inoperante e sem novas encomendas à vista


/ANTONIO PAZ/ARQUIVO/JC
Jefferson Klein
O Estaleiro Rio Grande, da companhia Ecovix, demitiu, nessa sexta-feira, aproximadamente 70 funcionários. O complexo está, no momento, inoperante e sem novas encomendas à vista; contudo, os empregados atuavam nas áreas de administração e manutenção.
O vice-presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio Grande e São José do Norte, Sadi Machado, diz que a medida pegou os trabalhadores de surpresa. O sindicalista estima que ficaram atuando no estaleiro por volta de 60 pessoas e não descarta a possibilidade que mais desligamentos ocorram futuramente. Entretanto, Machado enfatiza que a chinesa Cosco aparece como uma possível investidora no empreendimento gaúcho, o que daria um novo fôlego ao Estaleiro Rio Grande. A Ecovix encontra-se em meio a um processo de reestruturação capitaneado pelo banco Brasil Plural.
Outra informação revelada pelo vice-presidente do sindicato dos metalúrgicos é que a Gerdau, até o final deste mês, deve cortar os módulos da plataforma de petróleo P-72 para utilizá-los como sucata. Procurada pela reportagem do Jornal do Comércio, através da sua assessoria de imprensa, a Gerdau informou que "participou do processo de licitação para a compra de sucata do Estaleiro Rio Grande, o qual encontra-se em andamento". A Ecovix não se pronunciou sobre o assunto.
Quanto à P-71, que tem praticamente metade da obra realizada, Machado não perde a esperança que esse projeto ainda possa ser finalizado no Estado. A ações nessa plataforma foram interrompidas em dezembro. Nesse mesmo mês, a Ecovix demitiu cerca de 3,2 mil funcionários. Atualmente, no polo naval gaúcho estão sendo implementadas a P-75 e a P-77, no estaleiro da QGI, localizado em Rio Grande, e a P-74, pelo grupo EBR, em São José do Norte. Essas demandas deverão ser concluídas até o primeiro trimestre de 2018.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia