Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 01 de agosto de 2017. Atualizado às 20h25.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

tecnologia

01/08/2017 - 20h11min. Alterada em 01/08 às 20h26min

Lucro da Apple sobe para US$ 8,72 bilhões no 3º trimestre fiscal

O lucro líquido da Apple registrou um salto de 11,9% no terceiro trimestre fiscal, passando de US$ 7,796 bilhões no mesmo período do ano passado para US$ 8,717 bilhões neste ano. Apesar desse ser o seu trimestre mais fraco historicamente, a Apple informou que obteve um avanço de 7,2% nas suas vendas, cujo resultado positivo foi apoiado pelas vendas de iPads e de Macbooks.
A alta nas vendas em relação ao ano anterior mostrou o maior crescimento em sete trimestres. O comércio de iPhones subiu 1,6%, passando de 40,4 milhões no mesmo período de 2016 para 41,03 milhões de unidades. No entanto, o carro-chefe da companhia mostrou uma desaceleração na comparação com o segundo trimestre fiscal deste ano, em que 50,8 milhões de iPhones foram vendidos.
A maior surpresa, no entanto, veio dos iPads e do impulso contínuo dos Macbooks, cujas vendas vinham desacelerando nos últimos anos, com uma maior tendência dos consumidores a transferirem mais renda para smartphones. As vendas de Macbooks subiram 6,7%, sendo o terceiro trimestre consecutivo de ganhos. Já o comércio de iPads avançaram 15%, pela primeira vez em 14 trimestres, para 11,42 milhões de unidades, devido a fortes vendas para escolas e empresas.
"Mostramos algum impulso", disse o CEO da Apple, Tim Cook. "Muitas coisas em que trabalhamos há bastante tempo estão começando a mostrar resultados", comentou. Enquanto ainda há muita especulação no mercado sobre o futuro iPhone, que comemora dez anos de existência em 2017, Cook disse que as discussões sobre esse assunto foram maiores do que o normal e que as vendas foram afetadas, particularmente nos dispositivos com preços mais altos, como o iPhone 7 e o iPhone 7 Plus. "Nós acreditamos que há uma pausa, mas isso provavelmente é um bom anúncio para o futuro", disse Cook.
Para o quarto trimestre fiscal, a empresa espera uma receita entre US$ 49 bilhões e US$ 52 bilhões.
Às 18h20 (de Brasília), as ações da Apple subiam 6,64% no after hours em Nova Iorque, após os resultados.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia