Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 29 de agosto de 2017. Atualizado às 23h18.

Jornal do Comércio

JC Contabilidade

CORRIGIR

categoria

Notícia da edição impressa de 30/08/2017. Alterada em 29/08 às 19h11min

Menos de 5% das empresas estão prontas para o eSocial

Segundo levantamento da Fenacon, entidade que representa o setor de serviços, mais de 40% das companhias ainda não iniciou a implantação do novo sistema.
Das 1.332 empresas que responderam a pesquisa da Federação Nacional das Empresas de Serviços Contábeis e das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações e Pesquisas (Fenacon) sobre o eSocial, somente 4,4% apontaram estar prontas para a operação do novo sistema. O levantamento demonstrou que 42,9% das companhias ainda não iniciaram a implantação, enquanto o restante está começando a se adaptar agora (29,1%) ou em fase intermediária (23,7%). O principal desafio, segundo o relatório, é conseguir mudar a cultura organizacional e repensar processos.
"Os índices são preocupantes, mas precisamos considerar que grande parte das empresas que participaram da pesquisa se encaixam no segundo prazo, de julho de 2018, e ainda têm quase um ano para se adaptar", explica o diretor de educação e cultura da Fenacon, Hélio Donin Júnior. O eSocial entra em vigor em duas fases - em janeiro de 2018 para as companhias que faturam acima de R$ 78 milhões e em julho do mesmo ano para as demais empresas. Desde o início de agosto, já é possível simular o envio das informações. Para contribuir com a capacitação do setor de serviços, a Fenacon criou, em parceria com a Receita Federal, o MTE e a Caixa, o Portal Árvore do Conhecimento (www.arvoredoconhecimento.org.br).
 
CORRIGIR
Seja o primeiro a comentar esta notícia