Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 03 de agosto de 2017. Atualizado às 22h45.

Jornal do Comércio

Automotor

COMENTAR | CORRIGIR

Lançamento

Notícia da edição impressa de 04/08/2017. Alterada em 03/08 às 20h10min

Renault intitula Kwido 'SUV dos compactos'

Modelo tem três anos de garantia e oferece kits de personalização

Modelo tem três anos de garantia e oferece kits de personalização


RENAULT/DIVULGAÇÃO/JC
Repetindo a receita de sucesso do Logan e do Sandero, a marca entrega ao mercado brasileiro um compacto "anabolizado". O Kwid chega com a maior altura do solo (180 milímetros) da categoria, e ângulos de entrada (24°) e de saída (40°) comparáveis aos de SUVs.
O design segue a nova identidade visual da marca e foi desenvolvido em parceria entre estúdios do Brasil, França e Índia.
O perfil imponente faz o Kwid parecer maior do que seus 3.680 mm de comprimento. Os para-lamas encorpados acentuam essa percepção.
O visual interno é despojado, mas adaptado às necessidades dos consumidores. A posição de dirigir elevada dá sensação de segurança ao condutor, além de conforto extra.
Com 2.423 mm de entre-eixos, o espaço para quem viaja atrás é considerável. A área para os joelhos é a maior do segmento, assim como o porta-malas, com seus 290 litros de capacidade - que pode atingir até 1.100 litros com o rebatimento dos bancos.
Outra premissa do Kwid é a economia. O carro vem equipado com o motor 1.0 SCe da Renault, de três cilindros, 12 válvulas, duplo comando de válvulas e bloco em alumínio. O modelo também estreia a transmissão manual de cinco marchas SG1, que é mais leve e eficiente.
Com apenas 758 quilos, o Kwid se beneficia de uma relação peso/potência favorável. Assim, os 70 cv de potência com etanol e os 66 cv com gasolina, ambas a 5.500 rpm, acabam proporcionando agilidade compatível a um veículo urbano. O torque é de, respectivamente, 96 Nm e 92,1 Nm, sempre a 4.250 giros.
Em todas as versões, o Kwid vem de série com dois air bags frontais e dois laterais, outro pioneirismo na categoria dos compactos. Também conta com duas fixações Isofix para cadeirinhas infantis.
O carro será vendido em três versões de acabamento. Com preço de R$ 29.990,00, a Life é a "basicona". Custando R$ 35.390,00, a configuração Zen já inclui recursos como direção elétrica, ar-condicionado, travas e vidros dianteiros elétricos, rádio com Bluetooth e entradas USB e AUX.
A top de linha Intense, oferecida com o pacote Connect, por R$ 39.990,00, agrega retrovisores elétricos, faróis de neblina cromados, central multimídia Media NAV 2.0 com câmera de ré, abertura elétrica do porta-malas e chave dobrável.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia