Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 13 de julho de 2017. Atualizado às 19h02.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

senado

Alterada em 13/07 às 19h04min

Eunício abre sessão que votará LDO de 2018 e recursos para passaportes

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE), abriu a sessão que votará a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2018 e a destinação de recursos para a confecção de passaportes. Antes da análise dos projetos, porém, há 24 vetos a serem analisados. É possível que os vetos sejam votados em bloco, para liberar a pauta.
A sessão conjunta estava marcada para as 16h, mas ainda não havia começado por causa da análise da denúncia contra o presidente Michel Temer na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ), que ainda está ocorrendo. Pelo regimento, não é possível ter uma votação em comissão ao mesmo tempo em que há votação no plenário.
Deputados questionaram o fato de Eunício ter aberto o registro de presença antes de abrir a sessão. No momento, há menos parlamentares no plenário do que registram os painéis. Registraram presença até as 18h45 285 deputados e 46 senadores, número suficiente para a votação.
Mais cedo, Eunício ligou para líderes e parlamentares em um apelo para conseguir quórum na sessão conjunta. "Estou fazendo um apelo público aos parlamentares para que possamos fazer essa sessão com quórum.", afirmou. "Se não houver quórum hoje, semana que vem dificilmente teremos. Posso até reconvocar a sessão, mas não é esse o desejo".
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia