Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de julho de 2017. Atualizado às 00h08.

Jornal do Comércio

Opinião

COMENTAR | CORRIGIR

artigo

Notícia da edição impressa de 26/07/2017. Alterada em 25/07 às 18h41min

Otimismo na construção civil do Brasil

Luiz Inácio Sebenello
A expectativa para 2017 é que o setor da construção civil volte a crescer no Brasil, após um período de crise. Projeções otimistas apontam um PIB positivo de 0,5% ao final deste ano. Mesmo que não seja um avanço de grande expressão, representa muito se compararmos com 2014, 2015 e 2016, quando o PIB encolheu 2,1%, 6,5% e 5,2%, respectivamente. Um aspecto que marca esta retomada é o incremento de 3% nas vendas no varejo de material de construção no primeiro quadrimestre de 2017, em confronto com o mesmo período de 2016. Isso demonstra a capacidade das pessoas se adaptarem às dificuldades, deixando de morar de aluguel ou construindo sua moradia em terreno já existente, por exemplo. Sem falar nas reformas que muitos promovem em suas residências e pontos comerciais. É um processo que movimenta as vendas, cria novos postos de trabalho e reforça o caixa das empresas.
Lentamente, observamos que é possível para o setor ganhar novo fôlego e ocupar seu lugar que sempre foi importante na geração de emprego e renda. As incertezas políticas e econômicas que cercam o Brasil atualmente não podem mais representar obstáculos para que estejamos confiantes e lutemos pelo fim do ciclo recessivo que o segmento enfrenta há três anos. Apesar do cenário conturbado seguimos otimistas, até porque o País tem plenas condições de superação.
É fundamental que todos tenham uma percepção menos negativa sobre a situação atual do Brasil para, assim, promover o desenvolvimento do setor. Vamos trabalhar forte para que 2017 seja o ano da virada e que 2018 nos traga dias melhores e mais luminosos. A construção civil nunca vai parar. É um setor essencial que vai seguir demonstrando seu vigor e sua capacidade de reinventar-se.
É em meio a este cenário que a Construsul - Feira Internacional da Construção - chega a sua 20ª edição, entre os dias 2 e 5 de agosto, na Fenac, em Novo Hamburgo. Para nossa satisfação, firmando-se, cada vez mais, como o ambiente ideal para a geração de bons negócios e atualização profissional. Com a credibilidade de seus 20 anos de realização, é o meio qualificado de reunir todos os elos da cadeia produtiva da construção civil, mesclando lançamentos, novas tendências e tecnologias.
Diretor da Sul Eventos, organizadora da Construsul
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia