Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 18 de julho de 2017. Atualizado às 17h44.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

venezuela

Alterada em 18/07 às 17h47min

Oposição anuncia governo de união na Venezuela e greve e quer nomear juízes

A oposição da Venezuela deve anunciar nesta quarta-feira um governo de união nacional e convocar uma greve para a quinta-feira. Além disso, na sexta-feira a Assembleia Nacional, de maioria oposicionista, deve nomear novos integrantes para o Tribunal Supremo de Justiça, em um confronto aberto com a principal corte do país, atualmente controlada pelo chavismo.
Os oposicionistas pressionam o presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, a desistir de seu projeto de Assembleia Constituinte, marcada para 30 de julho. O deputado Freddy Guevara afirmou que a greve será um "mecanismo de pressão para a escalada definitiva que será a próxima semana".
A Meda da Unidade Democrática (MUD), aliança da oposição, afirma que a consulta popular do domingo lhe deu legitimidade para mudar a composição do Tribunal Supremo e para pressionar para que não aconteça a Assembleia Constituinte. Maduro, porém, não deu sinais de que recuará da iniciativa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia