Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de julho de 2017. Atualizado às 22h03.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa Sul-Americana

26/07/2017 - 22h06min. Alterada em 26/07 às 22h07min

Lucca brilha e Ponte Preta se classifica às oitavas de final da Sul-Americana

Nas oitavas de final, a Ponte Preta pode enfrentar um time brasileiro

Nas oitavas de final, a Ponte Preta pode enfrentar um time brasileiro


NORBERTO DUARTE/AFP/JC
Com dois gols do artilheiro Lucca - Jadson marcou o outro -, a Ponte Preta confirmou a classificação para as oitavas de final da Copa Sul-Americana, nesta quarta-feira, ao vencer o Sol de América por 3 a 1, no estádio Luis Alfonso Giagni, em Assunção, no Paraguai. Na ida, os campineiros fizeram o dever de casa e bateram os paraguaios por 1 a 0.
Nas oitavas de final, a Ponte Preta pode enfrentar um time brasileiro. Após vencer o Arsenal por 2 a 0, no Recife, o Sport vai até a Argentina nesta quinta-feira podendo perder até por um gol de diferença para confirmar a classificação.
O primeiro tempo foi bastante movimentado. Logo aos oito minutos, Emerson Sheik cruzou, Elton acabou sendo travado pelo zagueiro e a bola sobrou para Jadson abrir o placar. O empate do Sol de América veio na sequência, aos 11. A defesa pontepretana falhou e Javier Toledo bateu na saída do goleiro Aranha, que salvaria o time brasileiro em duas oportunidades.
A Ponte Preta explorava o contra-ataque e assustou com Emerson Sheik, mas o segundo gol saiu no último lance, aos 46 minutos. Lucca recebeu de Elton na entrada da área e bateu no cantinho do goleiro.
A equipe brasileira praticamente garantiu a classificação aos oito minutos do segundo tempo, quando o árbitro assinalou pênalti após a bola acertar a mão do zagueiro dentro da área. Lucca deslocou Augustín Silva e fez o seu segundo no jogo.
Na sequência, Nino Paraíba derrubou Tomás Rojas e cometeu pênalti, mas Aranha defendeu a penalidade cobrado por Martín Giménez, salvando também no rebote. O lance desanimou o Sol de América e a Ponte Preta, que valorizava a posse da bola, ainda assustou com Elton, Emerson Sheik e Jeferson.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia