Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 19 de julho de 2017. Atualizado às 00h24.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Futebol Internacional

Notícia da edição impressa de 19/07/2017. Alterada em 18/07 às 21h02min

Venda de Neymar para o PSG pode ser a mais cara da história

O Barcelona foi informado que o Paris Saint-Germain pretende pagar a multa rescisória para quebrar o contrato de Neymar com o clube espanhol. São € 222 milhões (R$ 813 milhões). Isso o tornaria o jogador mais caro da história do futebol. O brasileiro sabe do interesse, e seu pai espera pela contraproposta do Barça para manter o filho no clube. Os dois analisam a oferta salarial apresentada pelo time francês, que quer fazer do atacante da seleção brasileira o principal nome de um dos elencos mais caros do futebol mundial.
O pai de Neymar deve desembarcar em Paris hoje. Ontem, ambos estavam em um iate no Mar Mediterrâneo, na cidade de Formentera, na Espanha. Eram acompanhados por amigos do jogador, que viaja amanhã para os Estados Unidos, onde a equipe catalã realiza pré-temporada. O PSG chegou a apresentar uma proposta em 2016, mas foi rejeitada. Na época, o contrato de Neymar foi renovado por cinco anos e a multa reajustada para o atual valor.
A maior transação do futebol foi a compra do francês Paul Pogba pelo Manchester United, em 2016, por € 105 milhões (R$ 385 milhões). No mês passado, o time britânico contratou o atacante belga Romelu Lukaku por € 80 milhões (R$ 293 milhões), mas cláusulas de produtividade, somadas à liberação de Wayne Rooney para o Everton, podem fazer a transação chegar a € 120 milhões (R$ 439 milhões), a tornando a mais cara da história.
Ontem, dirigentes do Barcelona negaram a investida do PSG. "Tenho 200% de certeza de que Neymar não vai deixar o clube. Nesta manhã (ontem), li que o PSG negou categoricamente. Não há nenhuma razão para mudar a relação entre os clubes", disse Jordi Mestre, vice-presidente esportivo do Barcelona. Se o negócio ocorrer, o Santos, clube formador de Neymar, teria direito a 5% da transação - € 11,1 milhões (R$ 40,7 milhões).
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia