Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 06 de julho de 2017. Atualizado às 00h00.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Libertadores

05/07/2017 - 23h52min. Alterada em 06/07 às 00h01min

Atlético-MG perde do Jorge Wilstermann por 1 a 0 em Cochabamba

Gol de Álvarez (ao centro), permite ao Jorge Wilstermann jogar pelo empate no jogo de volta

Gol de Álvarez (ao centro), permite ao Jorge Wilstermann jogar pelo empate no jogo de volta


AIZAR RALDES/AFP/JC
Nem mesmo o triunfo no clássico de domingo, pelo Brasileirão, trouxe novo ânimo ao Atlético Mineiro na Copa Libertadores. Em nova atuação apática, na noite desta quarta-feira, o time comandado por Roger Machado foi derrotado pelo Jorge Wilstermann por 1 a 0 no Estádio Félix Capriles, em Cochabamba, na Bolívia.
O único gol da partida no jogo de ida das oitavas de final foi marcado por Gilbert Álvarez, aos 40 minutos do primeiro tempo, em lance de puxeta. Pelo Atlético, o lance mais perigoso foi cabeçada de Rafael Moura, que acertou a trave, no segundo tempo. Foi uma das raras investidas da equipe brasileira no ataque.
Apesar do resultado negativo, o Atlético não deve se abalar com o tropeço, principalmente pelo histórico de reverter derrotas em competições de mata-mata. Uma vitória por dois gols de diferença na partida da volta, marcada para 9 de agosto, garantirá a equipe mineira na fase de quartas de final.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia