Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 04 de julho de 2017. Atualizado às 21h33.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

libertadores

04/07/2017 - 21h26min. Alterada em 04/07 às 21h27min

Grêmio vence com gol no início e abre vantagem sobre Godoy Cruz nas oitavas

O tricolor abriu vantagem no confronto válido pelas oitavas de final

O tricolor abriu vantagem no confronto válido pelas oitavas de final


ANDRES LARROVERE/AFP/JC
O Grêmio fez boa estreia na fase de mata-mata da Copa Libertadores. Jogando em Mendoza, na Argentina, na noite desta terça-feira, o time gaúcho venceu o Godoy Cruz por 1 a 0 e abriu vantagem no confronto válido pelas oitavas de final. Ramiro fez o único gol da partida aos 45 segundos de partida.
A vitória dá vantagem ao Grêmio de jogar por um empate no jogo da volta para avançar às quartas de final. As duas equipes voltarão a se enfrentar no dia 9 de agosto, na Arena Grêmio, em Porto Alegre. O vencedor deste confronto terá pela frente o vitorioso do duelo entre o Nacional, do Uruguai, e o Botafogo.
Se a adaptação ao gramado pesado do estádio Malvinas Argentinas era uma preocupação da comissão técnica, Ramiro tratou de acabar com qualquer receio logo aos 45 segundos de jogo, sob chuva. O gol relâmpago surgiu quando Pedro Rocha investiu pela esquerda e cruzou da linha de fundo. A bola desviou na área e apareceu na medida para finalização do volante, sem marcação, dentro da área
Com a vantagem no placar, o Grêmio passou a sofrer com as entradas mais ríspidas e com o antijogo do anfitriões. As jogadas mais violentas com frequência causavam desentendimentos e empurra-empurra em campo. As seguidas paralisações fizeram o árbitro dar seis minutos de acréscimo ao fim da etapa inicial.
Antes disso, as faltas e os passes errados concentraram as atenções no meio-campo. Como resultado, cada equipe só conseguiu criar uma boa chance de gol depois que o Grêmio abriu o placar. Aos 21, Edílson acertou forte chute em cobrança de falta, de longe, e carimbou o travessão. Na sequência, aos 30, Correa finalizou com perigo dentro da área e o goleiro Marcelo Grohe salvou com o pé.
Mais cauteloso por causa da vantagem no placar, o Grêmio voltou mais lento para o segundo tempo e praticamente desistiu de atacar. Nem mesmo as entradas de Everton e Fernandinho nos lugares de Pedro Rocha e Lucas Barrios, respectivamente, mudou o panorama do jogo.
O Godoy Cruz também evitou se lançar ao ataque. Limitado, o time da casa perdia muito tempo na armação e não conseguia articular jogadas mais perigosas. Numa das raras investidas mais ameaçadoras, aos 12 minutos, o time tentou duas vezes, com Garro e Correa, em bate-rebate na área, sem sucesso.
Em outra oportunidade dos donos da casa, Santiago García cabeceou com perigo. Mas parou na defesa de Grohe, mesmo com dores, aos 33 minutos. O goleiro acabou a partida como um dos melhores jogadores em campo nesta noite de terça.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia