Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 02 de julho de 2017. Atualizado às 21h49.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Alterada em 02/07 às 21h52min

Vasco busca empate com Coritiba nos acréscimos e soma primeiro ponto fora de casa

Com um gol do meia Wagner nos acréscimos do segundo tempo, o Vasco conseguiu empatar por 2 a 2 com o Coritiba neste domingo, no estádio Durival de Britto, em Curitiba, pela 11.ª rodada do Campeonato Brasileiro. O resultado foi um balde de água fria no time anfitrião, que havia conseguido ficar à frente do marcador poucos minutos antes.
O Coritiba quase conseguiu se beneficiar do efeito suspensivo concedido ao atacante Kleber pelo STJD, na última quinta-feira. O centroavante entrou em campo e marcou os dois gols da equipe alviverde. Ele havia recebido uma punição de 15 partidas - nove pela cusparada e seis pelo soco em Edson, do Bahia. No entanto, conseguiu a liberação provisória para atuar até o julgamento no Pleno do Tribunal. Já o Vasco sofreu, mas conseguiu somar o primeiro ponto fora de casa na competição com gols de Thalles e Wagner.
O resultado deixou o time carioca na sexta colocação da tabela de classificação, com 16 pontos. O Coritiba está em oitavo, com a mesma pontuação. O Vasco volta a campo no próximo sábado, quando terá o clássico contra o Flamengo, às 18 horas, no estádio de São Januário, no Rio, pela 12.ª rodada. O Coritiba jogará apenas na outra segunda-feira, dia 10, contra o Sport, no estádio Couto Pereira, em Curitiba.
O JOGO - No primeiro tempo, o Coritiba teve mais posse de bola, buscou mais o ataque, mas quem foi mais efetivo foi o Vasco. O time carioca abriu o placar aos 20 minutos. Henrique cruzou da esquerda e Thalles mandou de cabeça para as redes.
Os anfitriões seguiram ocupando o setor ofensivo. A melhor oportunidade veio em cabeceio de Werley, mas saiu por cima do gol. Só que quem esteve mais próximo de marcar foi o Vasco. Aos 41 minutos, Thalles cabeceou firme à meia altura e o goleiro Wilson fez a grande defesa. A bola ainda tocou no travessão.
O Coritiba continuou impondo o ritmo de jogo no segundo tempo e, desta vez, conseguiu chegar ao gol. Aos 20 minutos, após bate-rebate na área, a bola sobrou para Kleber, que mandou de cabeça para as redes.
O Vasco recuou ainda mais com o empate no placar e quase levou o segundo, aos 31 minutos. Neto Berola avançou pela direita e foi derrubado por Breno em um lance bastante complicado para a arbitragem. O zagueiro puxou o jogador do Coritiba pelo ombro fora da área, mas o derrubou com um carrinho dentro da área. O árbitro mineiro Emerson de Almeida Ferreira entendeu que foi falta. Na cobrança, Tomas Bastos mandou por cima do gol. Logo em seguida, o mesmo meia perdeu outra grande chance ao não conseguir desviar um cruzamento dentro da pequena área.
Preocupado em não levar a virada, o técnico Milton Mendes recuou de vez o Vasco com a entrada do zagueiro Rafael Marques na vaga do centroavante Thalles. Mas não deu certo. Aos 42 minutos, Kleber apareceu livre na área para marcar de cabeça e colocar o Coritiba à frente do marcador.
O time paranaense relaxou, como se a partida estivesse ganha, e levou o golpe nos acréscimos. Aos 46 minutos, Wagner apareceu na segunda trave para desviar a bola para as redes e deixar tudo igual: 2 a 2.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia