Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de julho de 2017. Atualizado às 15h58.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Conjuntura Internacional

Alterada em 26/07 às 15h58min

Redução do balanço começará 'relativamente em breve', diz BC dos EUA

O Federal Reserve (Fed, o banco central americano) afirmou que iniciará a redução de seu balanço patrimonial "relativamente em breve", em uma atualização sobre quando espera começar a diminuir sua carteira de ativos de aproximadamente US$ 4,5 trilhões.
A declaração anterior, feita durante a reunião de política monetária do BC americano dizia que o processo de enxugamento começaria "este ano". A linguagem atualizada da declaração sobre o balanço reflete o que alguns dirigentes do Fed disseram, recentemente, em suas declarações públicas. No início do mês, a diretora Lael Brainard afirmou que "em breve" será o momento certo para o banco central começar a encolher seu portfólio. Já a presidente da instituição, Janet Yellen, tem dito, desde a coletiva de imprensa de junho, que o Fed poderia desencadear o plano de redução do balanço "relativamente em breve".
Em junho, o Federal Reserve anunciou que pretendia reduzir gradualmente o seu balanço, comentando que iniciaria o processo reduzindo suas participações em ativos em US$ 10 bilhões por mês. Segundo a instituição, haverá um enxugamento mensal de US$ 6 bilhões em títulos do Tesouro, "que serão aumentados em US$ 6 bilhões em intervalos de três meses ao longo de 12 meses, até atingir o nível de US$ 30 bilhões por mês". Em relação às participações em agências de dívidas e de ativos lastreados em hipotecas, o Fed anunciou um enxugamento de US$ 4 bilhões mensais, aumentando em etapas de US$ 4 bilhões em intervalos de três meses ao longo de 12 meses até atingir US$ 20 bilhões por mês.
Nesta reunião de julho, o banco central americano deixou a taxa dos Fed funds inalteradas na faixa entre 1,00% e 1,25%, como amplamente esperado pelo mercado.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia