Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 23 de julho de 2017. Atualizado às 22h54.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Contas Públicas

Notícia da edição impressa de 24/07/2017. Alterada em 23/07 às 21h21min

Governo segue negociação sobre o Regime de Recuperação Fiscal

Os poderes Executivos estadual e federal prosseguem nas tratativas da adesão do Rio Grande do Sul ao Regime de Recuperação Fiscal. O secretário estadual da Fazenda, Giovani Feltes, se encontrará hoje às 11h30min, em Brasília, com o ministro-chefe da Casa Civil da Presidência da República, Eliseu Padilha, para discutir essa pauta.
Na semana passada, o governador José Ivo Sartori, em reunião com o presidente Michel Temer, defendeu que o Estado precisa ser ouvido antes de regulamentar o Regime de Recuperação Fiscal.
Feltes lembra que a equipe econômica do governo federal ainda não publicou o decreto para que os estados possam fazer parte da iniciativa e não há uma previsão para que isso aconteça.
"Estamos tentando encontrar alternativas para que o Estado possa aderir ao Regime de Recuperação Fiscal, deixar de pagar a parcela da dívida (com a União) que foi renegociada no ano passado com sucesso e ao mesmo tempo ter o ingresso de recursos novos que são necessários", destaca o secretário.
Para o Rio Grande do Sul, a carência prevista para o pagamento da dívida (de três anos) significará um alívio de R$ 9,5 bilhões.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia