Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de julho de 2017. Atualizado às 18h43.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

12/07/2017 - 08h17min. Alterada em 12/07 às 08h39min

Bolsa de Tóquio fecha em queda, na contramão do iene

A Bolsa de Tóquio encerrou o pregão desta quarta-feira em leve queda, influenciada pelo comportamento de baixa de ações de empresas exportadoras. O índice Nikkei terminou com recuo de 0,48%, aos 20.098,38 pontos.
As ações de empresas que comercialização com o exterior costumam ser penalizadas pela valorização do iene. E foi justamente isto que ocorreu nesta sessão. A moeda japonesa, considerada um ativo de segurança, vinha desde a tarde de terça-feira em Nova York em alta, influenciada pela divulgação de e-mails que mostram a relação do empresário Donald Trump Jr. com uma advogada russa durante as eleições de 2016. Os documentos podem gerar uma nova crise envolvendo o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, cuja campanha vitoriosa é suspeita de ter se beneficiado de espionagem da Rússia contra a democrata Hillary Clinton.
Na contramão da subida do iene, os papéis da fabricante de ar-condicionado Fujitsu cederam 1,00%, da produtora de equipamentos elétricos Mitsubishi Electric recuaram 1,82% e da química Sumitomo Chemical perderam 0,61%. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia