Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 09 de julho de 2017. Atualizado às 22h10.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado financeiro

09/07/2017 - 22h04min. Alterada em 09/07 às 22h10min

Analistas recomendam cautela nas aplicações com crise política

Ganham força notícias de eventual queda do presidente Michel Temer  e Maia como substituto

Ganham força notícias de eventual queda do presidente Michel Temer e Maia como substituto


ANTONIO CRUZ/ABR/JC
Na semana passada, voltaram a ganhar força as notícias sobre uma eventual queda do presidente Michel Temer, tendo como substituto Rodrigo Maia, que preside a Câmara dos Deputados. Uma mudança que, segundo os economistas das principais corretoras de valores, pode até ter sido absorvida pelo mercado financeiro, mas que pede cautela do investidor.
Com ou sem Temer, a recomendação é reforçar a carteira com opções de renda fixa ou, no caso de um apetite por risco, aplicar em fundos que tenham em sua composição ativos do exterior, justamente para fugir da imprevisibilidade na economia local.
ACESSO RESTRITO A ASSINANTES
FAÇA LOGIN PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia