Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 11 de julho de 2017. Atualizado às 18h43.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 12/07/2017. Alterada em 11/07 às 18h51min

Leis no Brasil

Desde que saímos de um regime militar, totalmente abusivo em itens antidemocráticos, criou-se uma nova Constituição. Foram criadas leis, mas cheias de brechas para que qualquer advogado tire da cadeia o pior dos bandidos. Agora, está mais uma vez o jogo de empurra entre deputados federais e o Supremo Tribunal Federal (STF), dando um jeitinho bem brasileiro de inocentar o presidente (pelos fundos) da nossa pobre República. E assim vamos pagando bem caro por leis e suas respectivas brechas, que dão margem para a liberação de patifes e criminosos, tais quais os que criaram tais leis. Já diziam os mais antigos: leis, ora as leis! Quem as cumpre? (Glenio César Feres)
Crise política
Ou tiram logo o presidente Michel Temer (PMDB) do governo, ou deixem ele até o final de 2018. Essa insegurança jurídica e política está matando o País. (Maria Cecília Meirelles, Porto Alegre)
Pavimentação
Uma equipe estava pavimentando a rua Guilherme Alves, no bairro Jardim Botânico, no último fim de semana. É um bom trabalho. Mas uma Operação Tapa-Buraco, conforme pedido por outros leitores, tem que ser desencadeada. Ruas e avenidas da Capital têm muitos buracos. (Antonio Solano, Porto Alegre)
Criminalidade
Impressionante como a criminalidade está se alastrando no Brasil, entre a classe média alta. Tem gente que tem cara, roupas e educação para ninguém desconfiar, mas está ligada a marginais. Aqui e no Rio de Janeiro. O crime está mais organizado do que nunca. E tenho medo de que, com esta crise, muita gente se "transfira" para a área criminosa. (Celso Romano de Castro, Pelotas/RS)
Criminalidade II
Espantam as cifras astronômicas desviadas pelos larápios das empresas estatais. Mais ainda pelo fato de que ninguém da Receita Federal, do Banco Central ou de qualquer banco sequer desconfiou que era muito dinheiro. Agora, Renato Duque, ex-diretor da Petrobras, "liberou" (como ele é bonzinho...) a repatriação de € 20 milhões desviados por ele! Mandou e devolveu via bancária. (Maria do Carmo Centeno, Porto Alegre)
Fofoca
O jogador Neymar e Bruna Marquezine querem é ser badalados na imprensa. Já acabaram com o namoro três vezes e agora voltaram, em Ibiza... E daí? Ora, vamos tratar de assuntos que interessam aos brasileiros mesmo. Basta de fofoca. (Júlia Nazaré)
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia