Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de junho de 2017. Atualizado às 15h30.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

estados unidos

Alterada em 12/06 às 15h34min

Tribunal de apelações dos EUA mantém veto a decreto anti-imigração de Trump

Mais um tribunal de apelações manteve o bloqueio ao decreto anti-imigração do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. A decisão foi tomada de forma unânime pelo 9º Circuito do Tribunal de Apelações dos EUA, em mais um revés para a Casa Branca, no momento em que a Suprema Corte prepara-se para avaliar o assunto.
Os juízes afirmam que o presidente violou a lei de imigração dos EUA ao discriminar pessoas baseando-se em sua nacionalidade. Segundo eles, a administração Trump não conseguiu comprovar que a entrada dessas pessoas no país prejudicaria os interesses americanos. O decreto do presidente impunha uma proibição temporária de entrada de pessoas de seis países de maioria muçulmana.
Os magistrados não decidiram se o decreto viola a proibição constitucional de que o governo oficialmente favoreça ou desfavoreça qualquer religião.
Em 25 de maio, o Quarto Tribunal do Circuito de Apelações na Virgínia também decidiu contra o decreto de Trump. O governo republicano apelou à Suprema Corte. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia