Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 01 de junho de 2017. Atualizado às 23h38.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

israel

Notícia da edição impressa de 02/06/2017. Alterada em 01/06 às 19h59min

Transferência de embaixada norte-americana é adiada

A prometida transferência da embaixada norte-americana em Israel de Tel Aviv para Jerusalém foi adiada pelo presidente Donald Trump. Os EUA, como a maior parte da comunidade internacional, mantêm sua representação diplomática em Tel Aviv por não reconhecer Jerusalém como a capital do país, status defendido pelos israelenses. Já os palestinos consideram Jerusalém Oriental, hoje controlada por Israel, como a capital de seu futuro Estado.
A Casa Branca alegou, nesta quinta-feira, que Trump decidiu adiar a mudança para aumentar as chances de um acordo de paz entre israelenses e palestinos. O porta-voz Sean Spicer afirmou que o presidente ainda pretende transferir a embaixada. "A questão não é se essa mudança irá acontecer, mas quando."
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia