Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 25 de junho de 2017. Atualizado às 23h22.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Gente

24/06/2017 - 23h30min. Alterada em 25/06 às 23h25min

Morre Diógenes Santiago Santos, referência em pesquisa em saúde no Brasil

Santos era responsável pela aprovação da vacina BCG na Organização Mundial da Saúde (OMS)

Santos era responsável pela aprovação da vacina BCG na Organização Mundial da Saúde (OMS)


ARQUIVO PUCRS/DIVULGAÇÃO/JC
A pesquisa e a universidade gaúcha perderam um de seus nomes mais importantes na área da saúde. O professor da Faculdade de Farmácia e coordenador do Instituto Nacional De Ciência e Tecnologia em Tuberculose (INCT-TB), Diógenes Santiago Santos, faleceu nessa sexta-feira (23). As cerimônias de velório e cremação estavam previstas para a tarde e noite desse sábado (24).
Professor da PUCRS desde 2003, Santos coordenou a implantação do Instituto de Pesquisas Biomédicas e do Centro de Pesquisas em Biologia Molecular e Funcional. Foi diretor presidente da empresa de base tecnológica Quatro G Pesquisa e Desenvolvimento, situada no Tecnopuc, orientador permanente dos Programas de Pós-Graduação em Biologia Celular e Molecular e Biotecnologia Farmacêutica e pesquisador referência na área de doenças negligenciadas como a tuberculose.
No INCT-TB, onde estava atualmente, liderava pesquisas com alvos metabólicos do bacilo da tuberculose para utilização na fabricação de vacinas e drogas. Ele era responsável pela aprovação da vacina BCG na Organização Mundial da Saúde (OMS), para o uso em todo o mundo, e por dois depósitos de patentes – inclusive nos Estados Unidos – pela Pucrs e empresa Quatro G. Em 2012, o professor venceu o Prêmio Santander Ciência e Inovação na categoria Saúde.
“Diógenes esteve sempre engajado em grandes projetos que contribuíram para a excelência da pesquisa da Pucrs UCRS e para a formação de pesquisadores altamente qualificados na área da saúde, que hoje atuam em todo o país e no exterior”, ressalta a pró-reitora de Pesquisa, Inovação e Desenvolvimento da PUCRS, Carla Bonan. Jorge Audy, assessor de Ciência, Tecnologia e Inovação da reitoria da Pucrs, afirma que Santos teve papel relevante no avanço das pesquisas em biotecnologia e na criação do primeiro INCT em uma instituição privada no Estado. "Ele formou uma qualificada geração de pesquisadores na sua aérea de atuação", ressalta Audy.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia