Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 08 de junho de 2017. Atualizado às 15h26.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Clima

08/06/2017 - 12h30min. Alterada em 08/06 às 15h32min

Chuvas e ventos causam três mortes e destruição no Rio Grande do Sul

Moradores acompanham buscas à mulher levada pela enxurrada no Morro da Cruz na Capital onde mulher morreu

Moradores acompanham buscas à mulher levada pela enxurrada no Morro da Cruz na Capital onde mulher morreu


FREDY VIEIRA/JC
Três mortes, rastro de destruição devido a granizo e ventos, além de estradas bloqueadas por queda de barreira. Este é o saldo dramático das chuvas e fenômenos climáticos que abateram o Rio Grande do Sul entre a noite dessa quarta-feira (7) até a manhã desta quinta-feira (9). No começo da tarde, as vítima fatais foram uma mulher entre 30 e 40 anos que residia em Porto Alegre, uma idosa de 79 anos da localidade de Vila Oliva, em Caxias do Sul, na Serra gaúcha, e um jovem de 17 anos que trabalhava em uma cultura de laranja em Liberato Salzano, distante 380 quilômetros de Porto Alegre.
Além disso, a concessionária de energia TGE, que atende a Serra e Norte do Estado soma cerca de 150 mil clientes estão sem luz. As chuvas continuam e a previsão de meteorologistas é de entrada de uma massa de ar frio que derrubará as temperaturas e pode gerar neve entre sexta e sábado. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) lançou alerta especial e de perigo prevendo também ventos fortes entre 60 km/h e 90 km/h até a tarde desta sexta-feira (9) nas regiões leste do território gaúcho, Santa Catarina e Paraná. 
A mulher que morreu na Capital gaúcha teve o casebre, situado na Rua da Represa, 77, no Morro da Cruz, levado pela cheia em um bairro na zona leste. Os bombeiros tiveram de usar cães farejadores para buscar o corpo da vítima. Uma jovem que habitava o mesmo casebre, situado em um barranco precário, ficou ferida e está hospitalizada. A idosa de Vila Oliva morreu após a residência ser destruída por ventos. Ela e o marido, de 78 anos, foram arrastados com a casa. Ele sobreviveu. Na localidade de Caxias do Sul, cerca de 100 residências foram atingidas. 
O boletim da Defesa Civil do final da manhã desta quinta lista danos a moradores, estradas, residências e lavouras. Queda de postes e árvores geram cortes de energia elétrica em muitos municípios. Em Porto Alegre, alagamentos se verificam ainda em avenidas na zona norte, como Sertório e imediações da Arena do Grêmio. O trânsito registra transtornos.
A Rio Grande Energia (RGE), que abastece a Serra e Nordeste e está nas áreas mais atingidas, colocou toda a força de trabalho própria e empreiteiras disponíveis desde essa quarta para recompor a rede de distribuição severamente danificada pelos fortes ventos desta madrugada. Os ventos ficaram acima de 100 Km/h. Foram registrados granizo, centenas de descargas atmosféricas e cheias de rios. Pela manhã, 150 mil clientes estavam sem energia elétrica.
O último levantamento da Defesa Civil aponta que 68 municípios estão em situação de emergência. As localidade atingidas por problemas com chuvas chegam a 136. São 338 famílias desabrigadas, somando 1.420 pessoas, e 2.011 famílias desalojadas, alcançando 8.446 pessoas.
A chegada de uma intensa massa de ar frio nesta sexta-feira (9) provoca a queda das temperaturas no Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná. O Inmet divulgou boletim de "perigo potencial" apontando, para a tarde desta quinta até a madrugada de sábado (10), condições meteorológicas favoráveis à queda de neve em áreas isoladas dos Campos de Cima da Serra no Rio Grande do Sul e Planalto Sul em Santa Catarina.

Problemas em estradas e cidades:

  • Gramado e Canela: trânsito interrompido entre os municípios por queda de postes; árvores também foram derrubadas pela força do vento nas duas cidades.
  • Guaporé: ventos fortes e granizo atingiram casas. Quinze 15 famílias estão desalojadas. 
  • Veranópolis: desmoronamentos de terra e destelhamentos de muitas residências foram constatados. Vias urbanas estão interrompidas por quedas de postes. O Corpo de Bombeiros local registra mais de 200 chamados.
  • Porto Alegre: alagamentos em avenidas como Sertório e imediações da Arena do Grêmio.
Estradas: 
  • Rota do Sol RST 453 km 63: interrompida dos dois lados devido ao grande volume de chuva e danos na pista.
  • BR-470: interdição total no km 197, em Bento Gonçalves, devido à queda de barreira. Bloqueios parciais no km 202, também em Bento. 
  • BR-116: km 132 e 134, em Pedras Brancas, Caxias do Sul, com bloqueios parciais.
  • BR-472: km 513, em Uruguaiana, tráfego segue totalmente interrompido na ponte do Rio Ibicuí.
  • BR-153: km 2, em Marcelino Ramos, permanece interdição parcial, devido à defeito no asfalto. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia