Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 19 de junho de 2017. Atualizado às 18h38.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato brasileiro

Notícia da edição impressa de 20/06/2017. Alterada em 19/06 às 22h53min

Jogo 'elétrico' e empate no Mineirão

Quem foi ao Mineirão ontem à noite viu, provavelmente, o melhor jogo do Campeonato Brasileiro de 2017. Em um duelo eletrizante, Cruzeiro e Grêmio empataram em 3 a 3, premiando os torcedores com 90 minutos de grande futebol. Para o time do técnico Renato Portaluppi, ficou uma ponta de decepção por ter estado à frente no placar duas vezes e deixado escapar a vantagem, assim como a liderança do Brasileirão.
Disposto a barrar o badalado time gremista, o Cruzeiro se valeu da máxima de que a melhor defesa é o ataque. Com isso, os mineiros partiram para a ofensiva e, aos quatro minutos, quase abriram o placar, em um chute de Thiago Neves que acertou a trave. Depois da pressão inicial, o Tricolor passou a atacar e, aos 15, após cobrança de escanteio, Kannemann acertou o poste e, no rebote, Everton completou: 1 a 0.
O Cruzeiro seguiu pressionando e, aos 35, Rafael Sobis obrigou Marcelo Grohe a fazer uma grande defesa. No contra-ataque, com quatro homens contra um, Ramiro perdeu um gol incrível.
A partida seguia movimentada, com a Raposa atacando bastante - aos 37, foi a vez de Alisson acertar a trave. Porém, o Grêmio era mais efetivo e, aos 41, em cobrança de falta de Luan, Everton cruzou rasteiro e Michel apareceu para empurrar para o gol vazio. Aos 45, Thiago Neves aproveitou erro de Kannemann e descontou, colocando o Cruzeiro no jogo novamente.
Logo aos dois minutos da etapa inicial, os mineiros chegaram ao empate. Após balão da defesa gremista, Thiago Neves encontrou Sobis livre para marcar. O ritmo não diminuía, e parecia questão de tempo até acontecer mais um gol. Aos 14, num contra-ataque, Pedro Rocha recebeu de Luan e chutou. O goleiro Fábio espalmou e, no rebote, Ramiro marcou o terceiro. Três minutos depois, Robinho fez grande jogada com Sobis e Thiago Neves, recebeu na área e deixou tudo igual novamente.
O ritmo seguiu alucinante até o final, com ambas as equipes enfileirando oportunidades para marcar o quarto gol, mas o resultado final foi mesmo um justo e suado empate.
O Grêmio volta a campo na quinta-feira, contra o Coritiba, na Arena. A tendência é de que Portaluppi escale time misto ou reserva.
Cruzeiro 3 x 3 Grmêmio
Fábio; Ezequiel, Caicedo, Léo e Diogo Barbosa; Lucas Romero, Ariel Cabral (Lucas Silva), Robinho (Ábila), Alisson e Thiago Neves; Rafael Sóbis (Élber). Técnico: Mano Menezes.
Marcelo Grohe; Edilson, Pedro Geromel, Kannemann (Rafael Thyere) e Cortez; Michel, Arthur (Maicon), Ramiro e Pedro Rocha (Fernandinho); Luan e Everton. Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Raphael Claus (Fifa/SP)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia