Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 15 de junho de 2017. Atualizado às 20h49.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Judô

Alterada em 15/06 às 20h54min

Brasil bate Rússia e é campeão da Copa Internacional de Seleções de judô

O judô brasileiro voltou a brilhar nesta quinta-feira (15) e conquistou o título da Copa Internacional de Seleções. No centro de treinamento da confederação do País, em Lauro de Freitas, na Bahia, a equipe levou a melhor sobre a Rússia na decisão e subiu no lugar mais alto do pódio. Depois de passar pela França nas quartas de final e pela Itália nas semifinais, o Brasil passou pelos russos por 5 a 2 na decisão, em melhor de sete lutas, mesmo com uma equipe repleta de jovens e sem os principais nomes da modalidade.
No primeiro combate do dia, Kainan Pires derrotou Ivan Dolgikh graças a um wazari na categoria até 60kg. Logo depois, o estreante Michael Marcelino (-66kg) aplicou um ippon sobre Arsen Abduev e ampliou a vantagem do Brasil. "Foi tudo muito novo para mim, minha primeira vez lutando uma competição assim. A torcida me levantou na hora que eu precisava e eu gostei muito de estar aqui", celebrou o judoca de somente 17 anos, uma das promessas da modalidade no País.
O terceiro combate garantiu mais um ponto ao Brasil, com o triunfo de David Lima (-73kg) sobre Vladislav Nakpaev graças a uma punição ao rival. Os russos reagiram e encostaram com vitórias de Aleksei Fetisov (-81kg) e Ekubzhon Nazirov (-90kg) sobre Tiago Pinho e Daniel Andrade, respectivamente.
Precisando da vitória, o Brasil garantiu o título graças a Gabriel Souza (-100kg), que definiu o disputado combate com Denis Bakanov com um wazari no golden score. Para cumprir tabela, Renan Nunes (+100kg) ainda garantiu o último ponto ao País, para a festa da torcida. Com a Rússia no segundo lugar, o pódio foi completado por Itália e Holanda, que ficaram com o bronze. Os italianos venceram a Grã-Bretanha por 4 a 3, enquanto os holandeses passaram pelos franceses por 5 a 2.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia