Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 13 de junho de 2017. Atualizado às 23h52.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Seleção Brasileira

Notícia da edição impressa de 14/06/2017. Alterada em 13/06 às 22h12min

Com gol-relâmpago, Brasil goleia a Austrália por 4 a 0

Diego Souza abriu o placar logo aos 10 segundos de partida

Diego Souza abriu o placar logo aos 10 segundos de partida


SAEED KHAN/SAEED KHAN/AFP/JC
A seleção brasileira venceu a Austrália por 4 a 0 nesta terça-feira, em Melbourne, com direito a gol-relâmpago de Diego Souza. Substituto de Gabriel Jesus no comando do ataque, o jogador do Sport abriu o placar aos 10 segundos de jogo. No segundo tempo, Thiago Silva e Taison ampliaram, e o próprio Diego Souza fez mais um, nos acréscimos.
O primeiro gol foi o mais rápido da história da seleção, segundo a CBF. O recorde anterior pertencia a Neymar, que marcou aos 14 segundos em jogo contra Honduras nas Olimpíadas de 2016. Na saída de bola australiana, Giuliano fez o desarme e tocou para Diego Souza, que chutou cruzado.
A escalação estava cheia de novidades: foram oito modificações em relação ao time que perdeu por 1 a 0 para a Argentina, na semana passada. O goleiro Diego Alves, os laterais Rafinha e Alex Sandro, os zagueiros David Luiz e Rodrigo Caio e os meias Giuliano e Diego Souza ganharam oportunidade no time titular. As experiências continuaram no segundo tempo, quando Tite abriu espaço para o zagueiro Jemerson e o meia Rodriguinho.
Depois de um primeiro tempo sem levar muito mais perigo ao gol australiano, o Brasil voltou a balançar a rede aos 16 da segunda etapa. Após cobrança de escanteio, Thiago Silva aproveitou a bola pingando na pequena área e completou de cabeça. O terceiro saiu aos 29, com o atacante Taison, que completou bela assistência de Paulinho. Já nos acréscimos, Diego Souza subiu mais do que a marcação australiana, após novo escanteio, e cabeceou com firmeza para fazer o quarto gol do Brasil, seu segundo na partida.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia