Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de junho de 2017. Atualizado às 23h35.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Alterada em 07/06 às 23h38min

Santos arranca vitória sobre o Botafogo aos 50 minutos do segundo tempo

O Santos jogou pela primeira vez sem Dorival Júnior, mas, ao menos no teste inicial, a saída do treinador não surtiu efeito. Nesta quarta-feira (7), o time paulista exibiu a mesma dificuldade das últimas partidas, em nada lembrou a equipe criativa e incisiva de outras épocas, mas contou com um gol aos 50 minutos do segundo tempo para derrotar o Botafogo por 1 a 0, no Pacaembu, pela quinta rodada do Campeonato Brasileiro.
No estádio para acompanhar seu novo time, Levir Culpi percebeu que terá muito trabalho. Sem Lucas Lima, o interino Elano apostou no argentino Vecchio para criar as jogadas, depois de o argentino quase deixar o clube por falta de espaço. Não deu certo, e o Santos praticamente não levou perigo ao gol de Helton Leite até o minuto final, quando uma falta polêmica marcada próxima à área do Botafogo terminou no gol de Victor Ferraz.
Por outro lado, o Botafogo não foi muito melhor, exceção feita ao incrível gol perdido por Rodrigo Pimpão no primeiro tempo, quando arrancou sozinho do meio de campo e preferiu o passe para Roger ao invés da finalização de frente para Vanderlei. O time carioca até chegou a controlar o duelo, principalmente na etapa final, mas também tropeçou na própria falta de criatividade.
No fim, o resultado foi um grande castigo para o Botafogo, que parou nos sete pontos, um a mais do que o Santos, que comemorou muito o placar apesar da fraca atuação. O time carioca volta a campo no domingo às 11 horas, diante do Coritiba, em casa. No mesmo dia, os paulistas encaram o Atlético-PR em Curitiba, às 19h.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia