Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de junho de 2017. Atualizado às 20h29.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

tênis

07/06/2017 - 20h22min. Alterada em 07/06 às 20h29min

Homenagens a Guga por conquista de Roland Garros vão de Paris ao Rio

A iniciativa tem parceria da Arquidiocese do Rio e da Federação Francesa de Tênis

A iniciativa tem parceria da Arquidiocese do Rio e da Federação Francesa de Tênis


Fotojump/ Rio Open/Fotos Públicas/JC
Folhapress
A marca de 20 anos do primeiro título de Gustavo Kuerten em Roland Garros vai lhe render diversas homenagens no Brasil e na França nesta quinta (8).
No Rio de Janeiro, o Cristo Redentor será iluminado com as cores azul e amarelo. É uma alusão ao uniforme que o catarinense usou durante sua histórica campanha rumo ao título do Grand Slam parisiense em 1997.
O monumento ganhará novos tons às 20h30 (de Brasília). A iniciativa tem parceria da Arquidiocese do Rio e da FFT (Federação Francesa de Tênis).
Guga, porém, só vai poder acompanhar o evento a distância. O ex-tenista, que venceu o torneio outras duas vezes (2000 e 2001) está em Paris, onde, no próximo domingo (11) participará de solenidade organizada pelo Hall da Fama Internacional do Tênis,minutos antes do início da final masculina.
"Acho que vou receber um anel. Não quis saber muito como vai ser porque adoro surpresas", afirma.
Ex-número 1 do ranking mundial, Guga desfruta de grande popularidade na capital francesa.
No ano passado, já havia sido homenageado em Roland Garros, mas por iniciativa do sérvio Novak Djokovic. Ao conquistar o torneio pela primeira vez, Djokovic desenhou um coração sobre o saibro. Era uma referência ao célebre gesto que o brasileiro fez em 2001. Presente na ocasião, Guga se emocionou.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia