Porto Alegre, quarta-feira, 01 de julho de 2020.
Dia Mundial da Arquitetura.

Jornal do Comércio

Porto Alegre,
quarta-feira, 01 de julho de 2020.
Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

CORRIGIR

Transporte

30/06/2017 - 14h05min. Alterada em 01/07 às 12h45min

Rede Transporte amplia serviços aos cooperados e gera economia

Ramo reúne mais de 2 mil cooperativas e 139 mil associados

Ramo reúne mais de 2 mil cooperativas e 139 mil associados


REDE TRANSPORTE/DIVULGAÇÃO/JC
Em meio à oscilação do preço do combustível e à precariedade das estradas brasileiras - o que demanda mais manutenção -, as cooperativas do ramo de transporte podem contar, através da Rede Transporte, de Arroio do Meio, e da Central Nacional de Compras, com diversos serviços, ampliados em 2016. São tecnologias de gestão e de produtividade que assumirão papel estratégico na competitividade das cooperativas em curto prazo.
Em meio à oscilação do preço do combustível e à precariedade das estradas brasileiras - o que demanda mais manutenção -, as cooperativas do ramo de transporte podem contar, através da Rede Transporte, de Arroio do Meio, e da Central Nacional de Compras, com diversos serviços, ampliados em 2016. São tecnologias de gestão e de produtividade que assumirão papel estratégico na competitividade das cooperativas em curto prazo.
Segundo o presidente da Rede Transporte, André Paré, o Brasil tem hoje 2.394 cooperativas no ramo, contando com 139 mil associados e movimentando cerca de 528 milhões de toneladas ao ano. Transporta, ainda, cerca de 2 bilhões de passageiros. Através da Central Nacional de Compras da Rede, as cooperativas têm à sua disposição combustíveis, pneus, seguros, consultoria jurídica, contábil, tributária e de gestão, além de tecnologia para pagamento eletrônico de frete e aplicativo de roteirização de viagens, este exigido por lei.
A expectativa para 2017 é oferecer às cooperativas, cartão combustível em parceria com o Sicoob, serviço de gestão de fundos, e ainda aplicativo para as cooperativas de táxi. "Tivemos a felicidade de encontrar pessoas boas, honestas, bem intencionadas. Inicialmente, os dirigentes de cooperativas do Estado que assumiram esse desafio e investiram na Rede nos quatro primeiros anos. Agora, temos três federações que já são sócias da Rede e mais cooperativas em diversas regiões do País, lideranças respeitadas, com muito conhecimento e ótimas experiências. O desafio que estamos trabalhando é para incorporar essas experiências e transformar em negócio, em resultado para as cooperativas e seus cooperados", explica Paré.
Comentários