Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 12 de junho de 2017. Atualizado às 19h20.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura internacional

Alterada em 12/06 às 19h22min

Governo Trump propõe mudanças abrangentes nas regulações do setor financeiro

O governo do presidente dos Estados Unidos Estados Unidos propôs uma grande reavaliação sobre as regras que orientam o setor financeiro do país, em um relatório que faz uma série de recomendações que são há anos desejadas pelo setor bancário.
O relatório, descrito em um resumo fornecido pelo Departamento do Tesouro nesta segunda-feira, traz o levantamento mais detalhado até agora da promessa do presidente de rever uma série de regulações impostas após a última crise financeira, que afetam desde empréstimos hipotecários até as operações nas bolsas de Nova Iorque.
Caso sejam implementadas, as diretrizes reduziriam ou mesmo neutralizariam restrições impostas no governo do ex-presidente Barack Obama. O presidente anterior argumentava que as regras eram necessárias para evitar a tomada excessiva de risco, que poderia repetir a crise financeira de 2008.
A equipe de Trump afirma que essas regras, muitas das quais parte da lei Dodd-Frank de 2010, tornaram-se muito restritivas e impedem de maneira desnecessária que os bancos realizem atividades que ajudam a economia a funcionar e crescer.
"Nós tentamos ter o equilíbrio certo entre eliminar regulações indevidas, pesadas, mas sem colocar os contribuintes em risco", afirmou o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia