Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 07 de junho de 2017. Atualizado às 16h05.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

07/06/2017 - 16h08min. Alterada em 07/06 às 16h09min

Bolsas europeias recuam com tombo do petróleo, eleição britânica e BCE

Os principais índices acionários europeus fecharam em queda nesta quarta-feira (7) em dia de sessão volátil, influenciados pela cautela antes dos eventos importantes de amanhã, como a eleição no Reino Unido e a reunião do Banco Central Europeu (BCE).
Perto do fim do pregão, a negociação foi afetada pelo comportamento do petróleo, que passou a cair mais de 3,0% após o Departamento de Energia (DoE) dos Estados Unidos acusar uma alta de mais de três milhões de barris nos estoques do país, contrariando a previsão de queda. Assim, o índice pan-europeu Stoxx 600 fechou em queda de 0,06%, aos 389,18 pontos.
"Na quinta-feira, os mercados irão digerir a reunião do BCE, a eleição geral no Reino Unido e o depoimento do (ex-diretor do FBI) James Comey", afirmou Richard Perry, analista de mercado da Hantec Markets. "Embora a eleição britânica não comece a ter impacto antes da noite de quinta-feira, a volatilidade será potencialmente grande e os operadores parecem pouco dispostos a assumir uma posição dada a grande disparidade entre as pesquisas de opinião."
Em Londres, o índice FTSE-100 fechou em queda de 0,62%, aos 7.478,62 pontos, com destaque para o desempenho de grandes petrolíferas como a Shell (-1,29%) e a BP (-1,74%). Em Paris, o CAC-40 caiu 0,07%, aos 5.265,53 pontos. Bancos franceses como o Crédit Agricole avançaram 1,97% após relatos de imprensa dando conta de que o BCE pode reduzir suas projeções para inflação até 2019, o que postergaria o fim dos estímulos monetários.
O índice DAX da bolsa de Frankfurt encerrou com baixa de 0,14%, aos 12.672,49 pontos. Na Itália, o FTSE-Mib recuou 0,10%, aos 20.739,91 pontos.
Em Madri, o índice Ibex-35 fechou com desvalorização de 0,07%, aos 10.871,70 pontos. As ações do Santander encerraram com queda de 0,88% após o banco anunciar a compra do Banco Popular por um euro. Em Lisboa, o PSI-20 caiu 0,56%, aos 5.289,56 pontos, na mínima.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia