Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 05 de junho de 2017. Atualizado às 08h35.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Mercado Financeiro

Alterada em 05/06 às 08h37min

Cobre recua mais de 1% com alta do dólar e expectativa com dados da China

Os contratos futuros de cobre operam em queda nesta segunda-feira (5), em meio à subida do dólar no mercado internacional e com a expectativa com dados da China, a serem divulgados durante a semana.
Por volta das 7h45min, na London Metal Exchange (LME), o cobre para três meses caía 1,01%, a US$ 5.630,50 por tonelada. O contrato para julho, negociado na New York Mercantile Exchange (Nymex), cedia 1,03%, a US$ 2,5480 por libra-peso.
Ainda na LME, a tonelada do alumínio recuava 0,54%, a US$ 1.921,00; o chumbo cedia 0,88%, a US$ 2.093,00; o estanho operava em queda de 1,06%, a US$ 20.080,00; o zinco mergulhava 1,50%, a US$ 2.498,00; e o níquel caía 0,22%, a US$ 8.885,00.
O fortalecimento do dólar tende a pesar as commodities listadas na moeda americana, incluindo o cobre e o ouro, uma vez que fica mais cara a comercialização para os investidores de fora do Estados Unidos.
Os investidores já operam com expectativa em relação à agenda da semana. Na quinta-feira (8) desta semana, o Banco Central Europeu (BCE) anuncia a sua decisão para os juros. Antes, porém, na quarta-feira (7), são publicados os dados da balança comercial chinesa.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia