Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, terça-feira, 06 de junho de 2017. Atualizado às 08h37.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Carlos Pires de Miranda

De Olho na tevê

Notícia da edição impressa de 06/06/2017. Alterada em 05/06 às 21h22min

Receita para reabilitação

Hoje o Inter tem jogo outra vez. Contra o Figueirense, é adequadíssimo a uma reabilitação modesta, mas muito bem-vinda. Se por jogar em casa o Figueira tentar algo mais do que segurar o empate, abre os espaços que o Inter precisará para vencer. Aliás, o problema colorado na Série B, mesmo com a bolinha que anda jogando, será não encontrar adversários do seu tamanho. Quase todos se retrancam, apostam nos contra-ataques e aí aparece a falta de talento de alguns e a pouca organização do time, suas marcas registradas nesta temporada. Até agora.
A química não funcionou
O toque mágico de quando um novo treinador assume não apareceu. Saiu Zago, entrou Guto e o Inter continuou jogando pouco. Claro que é necessário tempo para trabalhar, mas o cotejo com o eterno rival anda desfavorável demais, a paciência da torcida se esvai a cada rodada. O empate sábado apenas confirmou o retrospecto e deixou a impressão de que, se tivesse mais uns 10 minutos, o Ju conseguiria virar o jogo. Nada que abale minha convicção: o Inter é grande demais para ficar na Série B, vai sair dela. E a julgar pelo atual momento, o Juventude também.
Conforme a cartilha
O Grêmio está atendendo direitinho todos os preceitos que conduzem a títulos. Assumiu o risco contra o Sport, perdeu, mas garantiu o time íntegro para matar o Fluminense e seguir na Copa do Brasil. Domingo jogou o suficiente para fazer o resultado sobre um esforçado Vasco da Gama. O protagonismo de Luan volta a ser um dos pontos altos dos tricolores, não o único: a dupla de zaga, o apoio constante e consciente dos laterais, o meio de campo consistente e Barrios, um artilheiro nato, espécime raro no futebol de hoje, completam uma equipe sólida e bem organizada.
O falastrão Renato, pois é...
Poucos aceitaram a pose do Portaluppi ao afirmar que não precisava de cursos para aprender futebol. Também achei - e ainda acho - demasiada pretensão, mas o que dizer após esses cinco meses de temporada? Perdeu o pouco valorizado Gauchão, é verdade, embora isso já tenha virado rotina. E quando vieram competições como Libertadores, Copa do Brasil, Brasileirão, havia um time pronto e um elenco fortalecido por suas descobertas. Ou não são dele os méritos por reviver Léo Moura, fixar Kannemann, lançar Arthur, reinventar Ramiro e recomendar Barrios?
Pitacos
Quando a fase é boa, se ganha até sorteio. Não que seja galinha morta, mas se pudesse escolher entre os sete, qual adversário o Grêmio iria preferir? Ora, o Atlético-PR, exatamente o que pintou na bolinha. *** Heroico na Libertadores, o Furacão remanejou Paulo Autuori, trouxe Eduardo Baptista - que já teve Palmeiras e Flu nas mãos e a mim ainda não provou nada - e obteve um mísero ponto em 12 disputados no Brasileiro. *** Só para lembrar: amistoso Brasil e Argentina, sexta-feira, às 7h da manhã, sem Globo. Trate de achar a TV Brasil, será a única a transmitir - na Sky é o canal 166.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Dorian R. Bueno 06/06/2017 08h39min
COMPLEMENTO DOS SETE PECADOS CAPITAIS QUE MAIS ME IRRITAM EM PLENO SÉCULO XXI !!!n01) Chegar no dia de receber o adiantamento de salário, e o patrão tchê dar um pedal descaradamente para depois do quinto dia útil, deixando o saldo do salário para quando for possível. Os motivos são que choveu muito durante a semana, a cidade ficou toda alagada, os clientes não apareceram na loja, estamos em crise, etc. 02) Que temos um País imenso todo rico por natureza, mas sempre tem uns políticos que contaminam o resto do Brasil com as suas operações por baixo do pano. Ainda bem que a casa deles está caindo para baixo do xilindró. 03) Em pleno sábado dia 03 de junho às 15h45min tive que assistir ao VIVO e de graça a decisão da Champions League entre Juventus 1 x 4 Real Madrid como preliminar do jogo do Internacional 1 x 1 Juventude às 19h, e ainda pela Série B. Brincaram comigo, poderia ser ao contrário e ao VIVO. 04) Saber que a dupla GRENAL recebe um monte de dinheiro dos seus patrocinadores, mas rede de TV, e somente o Grêmio conseguiu montar um time para jogar futebol. Já o Internacional ainda está na pré temporada. 05) Ver o time do Internacional fazer um GOL, e depois todos ficam comemorando o resto do jogo atrás da linha da bola de forma acovardada, até levar o empate e virada do adversário, é ruim de ver. 06) Assistir os volantes do Colorado ficar tocando a bola de pé em pé até atrasar para o nosso goleiro, que não sabe jogar com os dois pés, e logo passa para um zagueiro dar um balão para frente. Quem sabe é uma jogada ensaiada toda vez que precisam atacar o adversário. Entenderam o querem que eu desenhe? 07) Eu escrever por semana umas sete crônicas que somente eu leio e alguns corajosos para a minha alegria. Quem sabe um dia se Deus permitir e eu for merecedor, complementarei o meu salário de um dígito em alguns zeros através do que escrevo para os outros, Amém. Abs. Dorian Bueno, Google +, POA, 06.06.2017n