Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 04 de maio de 2017. Atualizado às 12h39.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Republicanos pretendem votar nova proposta de lei da saúde dos EUA ainda hoje

Numa reviravolta surpreendente, republicanos dizem estar preparados para apresentar nesta quinta-feira (5) uma nova proposta de reforma da lei da saúde dos Estados Unidos, em substituição ao chamado Obamacare, seis semanas depois de não conseguirem obter apoio suficiente para um projeto anterior.

Líderes da Câmara dos Representantes planejam submeter a proposta à votação ainda nesta quinta-feira. Num ajuste final, os líderes incluíram na proposta um modesto montante que se destinará a ajudar pessoas com condições médicas preexistentes.

"Vamos passar esse projeto de lei", previu no fim da noite de ontem o líder da maioria republicana na Câmara, Kevin McCarthy.

A visão de McCarthy foi repetida nesta quinta pelo presidente do Caucus da Liberdade na Casa, Mark Meadows, que, em entrevista por televisão, mostrou otimismo de que a proposta será aprovada hoje.

Ontem, a Câmara aprovou uma medida bipartidária no valor de US$ 1 trilhão para garantir o financiamento de agências federais até setembro. Há expectativa de que o Senado aprove a medida também nesta quinta-feira.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia