Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 01 de maio de 2017. Atualizado às 22h48.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Uruguai

Notícia da edição impressa de 02/05/2017. Alterada em 01/05 às 19h38min

Registro para compradores de maconha em farmácias começa hoje

O Uruguai inicia hoje o registro em farmácias para compradores de maconha, a fim de habilitar a terceira via prevista para legalização aprovada em 2013 para o consumo legal da substância. No total, 65 filiais do Correo Uruguayo de todo o país abrirão suas portas à espera de consumidores que queiram se registrar para ter acesso à maconha legal.
Fontes do Correo explicaram à Agência Efe que, quem quiser se registrar, deverá ser maior de 18 anos, contar com a cidadania uruguaia legal ou natural e residência permanente devidamente credenciada. Em razão disso, é necessário mostrar na hora do registro o documento de identidade e um comprovante de domicílio.
Outro requisito é que as pessoas não estejam registradas em alguma das outras vias que prevê a lei - cultivo doméstico ou membro de um clube canábico -, já que está proibido ter acesso à substância por mais de uma via.
Adiado em várias ocasiões, o lançamento do registro de consumidores habilitará a terceira via de acesso legal ao uso recreativo da maconha com base na lei aprovada em 2013 durante o mandato do então presidente José Mujica (2010-2015) para o regulamento da produção, compra e venda da substância. As outras duas vias são os registos de autocultivadores e de clubes canábicos, abertos desde 2014.
Segundo os últimos dados do Instituto de Regulamento e Controle de Cannabis, o Uruguai conta com 6.617 cultivadores domésticos e 51 clubes. A erva poderá ser adquirida nas farmácias em embalagens de 5 ou 10 gramas, a um custo de US$ 1,3 o grama. Cada indivíduo poderá adquirir um máximo de 10 gramas por semana e 40 gramas ao mês.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia