Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de maio de 2017. Atualizado às 12h45.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

clima

Alterada em 31/05 às 12h48min

Sobe para 19 número de municípios afetados pela chuva no Rio Grande do Sul

A Defesa Civil do Rio Grande do Sul informou nesta quarta-feira (31) que subiu para 19 o número de cidades que declararam estado de emergência por causa das fortes chuvas que vêm atingindo o estado desde o dia 24 de maio.
As regiões norte, noroeste e fronteira oeste são as mais afetadas. Segundo boletim mais recente do órgão, chega a 60 o total de municípios que registraram graves danos por causa da chuva.
As cidades de Tuna, São José das Missões, Itaqui, Casca, São Borja, Pedras Altas, Boqueirão do Leão, Dom Pedrito, Barros Casal e Vila Lângaro foram as últimas a declararem estado de emergência.
A Defesa Civil calcula que o número de famílias desalojadas em função das chuvas chega a 517 - cerca de 2.167 pessoas. Já as famílias desabrigadas são 119 - 515 pessoas ao todo.
A previsão meteorológica para a região é de mais chuvas para os próximos dias e, por isso, a Defesa Civil do estado trabalha, junto com as coordenadorias regionais, para vistoriar áreas com possibilidades de decretar situação de emergência.
São Borja
O município de São Borja, às margens do Rio Uruguai, decretou estado de emergência na tarde de ontem. Segundo a prefeitura do município, 30 famílias estão desalojadas e o número sobe a todo instante, já que o nível do Rio Uruguai está 11 metros acima do normal.
A prefeitura informa que a Defesa Civil, com apoio do Exército e o Corpo de Bombeiros, tem ajudado na remoção das famílias desalojadas, que estão sendo levadas para o ginásio de esportes, para associação de bairros e casas de parentes.
Com a queda de pontes, algumas famílias estão isoladas. De acordo com a prefeitura, as aulas estão suspensas no município e o trânsito de veículos está comprometido. A secretaria de Desenvolvimento Social de São Borja está levando alimentos e agasalhos para moradores da zona rural.
Também ficam às margens do Rio Uruguai os municípios de Itaqui, Iraí e Uruguaiana.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia