Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de maio de 2017. Atualizado às 15h29.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

protestos

Alterada em 24/05 às 15h30min

Segurança do Palácio do Planalto é reforçada

 Há vários focos de enfrentamento entre manifestantes e policiais no protesto que ocorre na Esplanada

Há vários focos de enfrentamento entre manifestantes e policiais no protesto que ocorre na Esplanada


EVARISTO SA / AFP/JC
No momento em que a polícia joga bomba em manifestantes na Esplanada dos Ministérios, o Batalhão da Guarda Presidencial deslocou 30 homens para a rampa do Palácio do Planalto e outros 170 para as duas guaritas da entrada principal do prédio. Também estão em posição de alerta cerca de 100 homens da segurança presidencial. O presidente Michel Temer está no Planalto.
A Praça dos Três Poderes e a via de acesso ao palácio estão bloqueadas, sem manifestantes na área, mas isso não evitou que o clima entre funcionários do Planalto fosse de apreensão.
O barulho na região é enorme, por causa das bombas que estão sendo lançadas por policias na Esplanada e helicópteros da PM e sirenes da viaturas que circulam no local.
Há vários focos de enfrentamento entre manifestantes e policiais no protesto que ocorre na Esplanada. A confusão foi iniciada mais cedo por um grupo pequeno de mascarados, que tentou furar a barreira policial formada na Avenida das Bandeiras, na frente do Congresso Nacional. Agora, no entanto, há confusão em diversos pontos da região. Policiais continuam avançando contra manifestantes com bombas de gás lacrimogêneo, spray de pimenta e balas de borracha. Há muito tumulto e pessoas passam mal.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia