Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 31 de maio de 2017. Atualizado às 22h08.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

31/05/2017 - 22h09min. Alterada em 31/05 às 22h10min

Com arbitragem polêmica, Grêmio derrota o Fluminense e avança na Copa do Brasil

Jogadores do Grêmio comemoram vitória diante do Fluminense no Rio de Janeiro

Jogadores do Grêmio comemoram vitória diante do Fluminense no Rio de Janeiro


LUCAS UEBEL/GRÊMIO FBPA/DIVULGAÇÃO/JC
Dominado após ter um jogador expulso logo aos quatro minutos, o Fluminense perdeu do Grêmio em casa nesta quarta-feira por 2 a 0, no estádio do Maracanã, no Rio. O resultado, aliado à vitória gremista por 3 a 1 na ida, em Porto Alegre, classificou os gaúchos para as quartas de final da Copa do Brasil. O clube de Porto Alegre agora aguarda sorteio, nesta segunda, para conhecer seu próximo adversário. A partida teve arbitragem polêmica.
O Fluminense começou o jogo pressionando o Grêmio e dominou os quatro minutos iniciais, mas o primeiro contra-ataque gremista foi decisivo. Para conter o rápido Luan, que comandava a jogada do time gaúcho, o zagueiro Nogueira deu um carrinho por trás e o derrubou. Foi expulso direto pelo árbitro paulista Thiago Duarte Peixoto, que fez seu primeiro jogo de elite após cumprir suspensão imposta pelo Tribunal de Justiça Desportiva de São Paulo (TJD-SP).
Em 22 de fevereiro, Thiago Duarte Peixoto apitou o clássico entre Corinthians e Palmeiras, válido pelo Campeonato Paulista, e expulsou o volante alvinegro Gabriel após uma falta cometida por outro jogador (Maycon). A pena pela confusão era de 60 dias, mas acabou reduzida e ele voltou aos gramados em 29 de abril, em jogo da Série A3 do Campeonato Paulista.
Logo na sua reestreia em jogos de elite, o árbitro foi alvo de muita reclamação por conta da expulsão, determinante na partida desta quarta-feira. Com um jogador a mais, o Grêmio passou a dominar a partida. Aos 14 minutos, Ramiro recebeu de Léo Moura dentro da área e foi derrubado pelo zagueiro Henrique, mas o juiz não marcou pênalti. Três minutos depois, o Grêmio abriu o marcador. Após bela troca de passes entre os gaúchos, Luan recebeu de Lucas Barrios na entrada da área e chutou no ângulo esquerdo, sem chances para Diego Cavalieri.
Três minutos depois, Luan brilhou novamente. Em novo ataque gremista, deu passe que deixou Lucas Barrios sozinho à frente de Diego Cavalieri. O atacante aplicou um drible da vaca sobre o goleiro, mas errou a conclusão. A bola saiu rasteira pela linha de fundo. Aos 28, o Grêmio ampliou. Em contra-ataque, Léo Moura fez grande lançamento para Pedro Rocha. Livre, o atacante driblou o goleiro e completou para o gol.
Dez minutos depois, o time gaúcho teve nova chance, em lance que foi quase um replay do anterior. Pedro Rocha recebeu de Léo Moura e, de frente com Diego Cavalieri, tentou marcar por cobertura. O goleiro do Fluminense defendeu.
Em várias jogadas do primeiro tempo, os jogadores do Fluminense pressionaram o árbitro, tentando convencê-lo a expulsar um atleta gremista. A principal reclamação foi aos 45 minutos, quando Kannemann deu carrinho em Henrique Dourado, que se contorceu de forma teatral. O gremista recebeu apenas o cartão amarelo. Antes, aos 22, Luan atingiu Henrique com o braço e também foi alvo de reclamação, mas não sofreu punição.
No segundo tempo, o Grêmio diminuiu o ritmo e o Fluminense equilibrou o jogo. Aos nove minutos, o zagueiro Henrique cabeceou a bola no travessão. Aos 12, foi a vez de Henrique Dourado chutar forte, mas o goleiro gremista Marcelo Grohe espalmou.
O Grêmio também teve oportunidades de ampliar, mas errou o alvo. Mais do que as chances de gol dos dois times, o que prevaleceu nesta etapa foram as provocações e discussões entre os atletas. A maior confusão ocorreu aos 20 minutos, após uma falta marcada a favor do Fluminense. Lucas chutou a bola contra Arthur. Henrique Dourado também se estranhou com Pedro Rocha e a confusão se ampliou - mas o árbitro só aplicou cartão amarelo ao centroavante tricolor.
Fora da Copa do Brasil, o Fluminense enfrenta o Vitória às 18 horas deste sábado, novamente no estádio do Maracanã, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro. O Grêmio joga em casa no domingo contra o Vasco, a partir das 16 horas.
Fluminense 0 x 2 Grêmio
Diego Cavalieri; Lucas, Nogueira, Henrique e Léo; Orejuela, Wendel (Renato) e Douglas (Luiz Fernando); Gustavo Scarpa (Reginaldo), Richarlison e Henrique Dourado. Técnico: Abel Braga.
Marcelo Grohe; Léo Moura, Pedro Geromel (Rafael Thyere), Kannemann (Bressan) e Cortez; Michel, Arthur, Ramiro, Luan (Gastón Fernández) e Pedro Rocha; Lucas Barrios. Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia