Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 24 de maio de 2017. Atualizado às 23h55.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Copa do Brasil

Alterada em 25/05 às 00h00min

No sufoco, Flamengo bate Atlético-GO e se classifica na Copa do Brasil

Os efeitos da inesperada eliminação na fase de grupos da Copa Libertadores, na semana passada, ainda são sentidos no Flamengo. Nesta quarta-feira (24), o time rubro-negro passou um sufoco e não teve uma boa atuação contra o Atlético Goianiense, mas conseguiu vencer por 2 a 1, no estádio Serra Dourada, em Goiânia, e se classificou às quartas de final da Copa do Brasil
Na partida de ida, no último dia 10, no estádio do Maracanã, no Rio, o Flamengo usou um time misto e apenas empatou sem gols. Naquela época, a equipe ainda estava viva na Libertadores e se deu ao luxo de poupar titulares. Nesta quarta-feira, mesmo com os principais jogadores, o time não jogou bem, o técnico Zé Ricardo chegou a ser chamado de "burro" pela torcida e a vaga só veio graças à sorte e à incompetência dos atacantes do Atlético Goianiense.
O adversário do Flamengo nas quartas de final só será conhecido em um sorteio no dia 5 de junho, na sede da CBF, no Rio. Até o momento, apenas o clube carioca e o Santos já estão classificados. Os outros seis confrontos das oitavas de final serão definidos no próximo meio de semana. Neste fim de semana, as atenções voltam para o Campeonato Brasileiro. Pela terceira rodada, o rival será o Atlético Paranaense, no domingo, em Curitiba.
Em campo, nem parecia que no último sábado o Flamengo derrotou o mesmo Atlético Goianiense por 3 a 0, também em Goiânia, pelo Brasileirão. O time carioca só jogou até os 12 minutos, quando Guerrero aproveitou uma rebatida na área e, sem marcação, fez o primeiro gol. A partir daí, só deu a equipe goiana. Aproveitando a desatenção e a lentidão da zaga flamenguista em vários lances, os mandantes foram criando chances atrás de chances e conseguiram o empate com Jorginho, aos 27.
O gol sofrido fez ainda mais mal para o Flamengo. Se não fosse a falta de pontaria dos atacantes Everaldo e Junior Viçosa e a sorte carioca por ver a bola bater até na trave em um chute despretensioso, o Atlético Goianiense iria para o intervalo com a vitória parcial, que daria a vaga ao time da casa.
Depois do intervalo, era esperado que o Flamengo melhorasse de rendimento. Mas não foi o que aconteceu. Um pouco mais desorganizado e desesperado, o Atlético Goianiense foi ao ataque e criou suas chances, mas começou a dar espaço para os contra-ataques. O goleiro Felipe teve de trabalhar, mas só não conseguiu evitar o segundo gol carioca, que saiu meio que sem querer. Aos 34 minutos, Matheus Sávio cruzou e Marcão tentou tirar; o suficiente para tirar do alcance do arqueiro goiano.
Antes mesmo do segundo gol, o torcedor flamenguista no estádio Serra Dourada pediu a entrada do garoto Vinícius Junior, de 16 anos e já negociado com o Real Madrid. Mas Zé Ricardo não satisfez a vontade da torcida e teve de ouvir o coro de "burro" até o final. Sorte que desta vez a classificação veio.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia