Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 21 de maio de 2017. Atualizado às 22h57.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Notícia da edição impressa de 22/05/2017. Alterada em 21/05 às 21h20min

Grêmio bate o Furacão e segue 100% no Brasileirão

Luan marcou o gol que iniciou a vitória no início do segundo tempo

Luan marcou o gol que iniciou a vitória no início do segundo tempo


JOKA MADRUGA/JOKA MADRUGA/FUTURA PRESS/JC
O Grêmio chegou a terceira vitória seguida. Ontem, a vítima foi o Atlético-PR, em plena Arena da Baixada, em Curitiba. Depois de um primeiro tempo apático, os comandados de Renato Portaluppi se acertaram, liquidando o jogo em apenas 13 minutos. A vitória por 2 a 0, mesmo tendo Marcelo Grohe expulso, mantém os 100% de aproveitamento e mantém a equipe no topo da tabela.
Eufórico e cansado após a histórica classificação na Copa Libertadores, obtida na última quarta-feira, o Atlético pareceu ter sentido o ritmo e teve atuação desastrosa. Alheio à isso, o Tricolor buscava manter o embalo após as boas vitórias sobre o Botafogo, por 2 a 0, na estreia do Brasileirão, e sobre o Fluminense por 3 a 1, pelo jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil. Dois resultados importantes e que diminuíram a pressão no elenco depois da eliminação no Campeonato Gaúcho.
O primeiro tempo foi sofrível. Tanto Atlético, quanto Grêmio foram burocráticos e pouco inspirados ofensivamente. A etapa inicial foi mais lembrada pelas faltas e pelos cartões amarelos do que pela criatividade. Os donos da casa reclamaram de uma bola na mão do zagueiro Kannemann, dentro da área, mas o árbitro mandou o jogo seguir. Já o Grêmio chegou em chute de Pedro Rocha, mas parou em boa defesa de Weverton.
Na volta do intervalo, os visitantes foram cirúrgicos. O papo no vestiário surgiu efeito logo aos 40 segundos de bola rolando. Arthur fez bom lançamento, Ramiro desviou para trás e Luan, da entrada da área, acertou o ângulo. Aos 13, aproveitando cruzamento de Ramiro, Lucas Barrios escorou com classe e liquidou o duelo.
O Furacão partiu para pressão, mas pecava no passe final e na finalização. Marcelo Grohe ainda foi expulso por cera, aos 30 minutos. Pressionado, o Tricolor soube controlar o ímpeto paranaense e segurou a vantagem até o apito final. O próximo desafio gaúcho na competição será o Sport, fora de casa, no domingo. Antes, na quinta-feira, recebe o Zamora pela última rodada da fase de grupos da Libertadores.
Atlético-PR x Grêmio
Weverton; Jonathan, Paulo André, Thiago Heleno e Sidcley; Otávio e Rossetto; Nikão, Carlos Alberto (Guilherme) e Pablo (Douglas Coutinho); Eduardo da Silva (Grafite). Técnico: Paulo Autuori.
Marcelo Grohe; Léo Moura, Geromel, Kannemann e Bruno Cortez; Michel, Arthur (Rafael Thyere), Ramiro, Luan e Pedro Rocha; Lucas Barrios (Leo Jardim). Técnico: Renato Portaluppi.
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SPJ)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia