Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 11 de maio de 2017. Atualizado às 22h51.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Brasileiro

Notícia da edição impressa de 12/05/2017. Alterada em 11/05 às 21h29min

Grêmio tem problemas e faz mistério

Com três jogos de suspensão, lateral-direito Edílson é a grande dúvida

Com três jogos de suspensão, lateral-direito Edílson é a grande dúvida


LUCAS UEBEL /LUCAS UEBEL /GRÊMIO FBPA/JC
O mistério marca os últimos trabalhos realizados pelo Grêmio para a estreia da equipe no Campeonato Brasileiro. O técnico Renato Portaluppi comandou o trabalho desta quinta-feira em total sigilo no CT Luiz Carvalho. No entanto, a principal dúvida na escalação é a utilização do lateral-direito Edílson. O primeiro desafio gremista no Brasileirão será o Botafogo, domingo, às 19h, na Arena.
Suspenso em outubro do ano passado, após acertar socos no volante Rodrigo Dourado, no clássico Grenal, o jogador ainda tem mais três jogos a cumprir. Caso Edílson não atue, Léo Moura deve ser mantido na lateral-direita. Como o trabalho desta quinta-feira foi fechado, a tendência é de que o treinador tenha esboçado uma formação para encarar os cariocas.
Além da lateral-direita, as dúvidas estão no meio-campo. Sem poder contar com Maicon, que trata um problema muscular, a tendência é de que Jailson atue ao lado de Ramiro. Com isso, fica aberta a possibilidade de que o argentino Gata Fernandez comece a partida, já que está totalmente recuperado.
Outra opção é de que Ramiro seja mantido mais à frente, com Michel e Jailson atrás. Com boas atuações, Arthur também pode aparecer na equipe. No entanto, Portaluppi deve ser mais conservador e manter o jovem no banco.
Antes do treino, foi feita uma reunião de mobilização entre atletas, comissão técnica e direção. O presidente Romildo Bolzan Júnior concedeu uma coletiva para explicar o encontro. "Todos estabelecemos esse marco de uma caminhada importante para o que temos em disputa. Às vezes, o óbvio precisa ser dito e repetido publicamente para que as pessoas tomem consciência disso" explicou.
 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia