Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 07 de maio de 2017. Atualizado às 19h18.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

campeonato pernambucano

Alterada em 07/05 às 19h18min

Árbitro de vídeo no Brasil estreia com pênalti duvidoso na final do Pernambucano

Não poderia ser mais polêmica a estreia do árbitro de vídeo no Brasil. A tecnologia foi utilizada na primeira partida da decisão do Campeonato Pernambucano, entre Sport e Salgueiro, e determinou o empate da equipe do interior aos 48 minutos do segundo tempo do duelo contra o Sport, que vencia por 1 a 0, na Ilha do Retiro, no Recife.
O árbitro José Woshington decidiu consultar o Péricles Bassols, que acompanhava o jogo em uma unidade móvel, após o meio-campista Toty cair na área do Sport. Depois de seis minutos observando as imagens do lance com o árbitro de vídeo à beira do gramado, Woshington decidiu marcar a penalidade máxima para o Salgueiro.
Somente aos 56 minutos, oito após a falta cometida dentro da área do Sport, o atacante Jean Carlos, que havia entrado no jogo aos 28 minutos da segunda etapa, marcou para o time do sertão pernambucano. Em seguida, a partida foi encerrada.
O Sport havia saído na frente do placar com um gol do atacante André, aos 27 minutos do primeiro tempo, após uma confusão na área do Salgueiro. Ele pegou o rebote da zaga após uma cabeçada de Rithely para abrir o marcador.
No segundo tempo, o Salgueiro voltou determinado a empatar a partida e o jogo foi mais equilibrado, com chances para as duas equipes. O time do interior chegou a colocar uma bola no travessão do Sport. William Lira mandou uma bomba no poste superior do goleiro Magrão. O duelo seguiu tenso até o lance polêmico, aos 48 minutos.
O jogo da volta será disputado somente em 18 de junho, um domingo, às 16 horas, no Estádio Cornélio de Barros, onde o Salgueiro manda suas partidas. A distância da data ocorre devido ao excesso de jogos no calendário do Sport.
O clube disputa simultaneamente a Copa do Nordeste (está na final do torneio contra o Bahia), a Copa do Brasil, a Copa Sul-Americana e o Brasileirão. Caso ocorra um novo empate, a decisão do Estadual em Pernambuco será na cobrança de pênaltis.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia