Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, domingo, 07 de maio de 2017. Atualizado às 22h24.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Hipismo

Notícia da edição impressa de 08/05/2017. Alterada em 07/05 às 21h09min

Felipe Amaral é o grande campeão do The Best Jump

Conjunto vencedor completou segundo percurso em 51s85

Conjunto vencedor completou segundo percurso em 51s85


FREDY VIEIRA/JC
Igor Natusch
Ficou com o jovem cavaleiro carioca Felipe Amaral, de 26 anos, a maior das honras na 49º edição do The Best Jump, encerrado ontem. Montando o cavalo Premiere Carthoes BZ, ele venceu o Grande Prêmio Cidade de Porto Alegre com um desempenho impecável, completando sem faltas os dois trajetos. O conjunto levou 77s10 para fechar a primeira rodada de saltos, e marcou 51s85 no percurso decisivo. O principal concurso de saltos da América Latina foi organizado pela Federação Gaúcha de Esportes Equestres e disputado na Sociedade Hípica Porto-Alegrense.
Ao todo, 31 conjuntos participaram da disputa, com obstáculos de 1m60. Os 13 melhores no primeiro percurso participaram da segunda passagem. O segundo lugar ficou com Artemus de Almeida, que conduziu Cassilano Jmen e saltou o último obstáculo em 55s60, sendo penalizado com um ponto por ter excedido o tempo. O bronze ficou com José Francisco Mesquita Musa, que montou Criz Wood Jmen e perdeu cinco pontos no decorrer da disputa, marcando 54s01.
Amaral soma o novo título a um cartel já significativo, que inclui o quarto lugar por equipes no Pan-Americano de Toronto e o ouro na Copa das Nações, ambos em 2015. Agora, se prepara para chegar forte na Copa do Mundo de Hipismo, que ocorre em Paris, em abril do ano que vem. "Esta é apenas a primeira etapa de um grande sonho. Mas espero poder levar o cavalo da mesma forma e estar preparado", acentuou.
No último dia de disputas, o Best Jump 2017 também teve a vitória da amazona Mariana Frauches Chaves, que conduziu Serena do Camarão para conquistar o Prêmio Casa Perini. A amazona mineira completou a prova N12, com obstáculos de 1,25m, em 25s43. Já o Prêmio Savarauto, com obstáculos de 1,35m, ficou nas mãos da gaúcha Laura Bosquirolli Tigre, montando Cher da Boa Vista. O conjunto levou o ouro com o tempo de 31s27.

Amazona paulista fatura o Prêmio Jornal do Comércio

Daneli Miron recebeu o prêmio de Luiz Borges (e) e Júlio Rabelo
Daneli recebeu o pr}emio do presidente da Hípica, Júlio Rabelo,e do diretor comercial do JC, Luiz Borges
FREDY VIEIRA/JC
Já tradicional na grade de competições do The Best Jump, o Prêmio Jornal do Comércio contou com a participação de 35 conjuntos. A disputa, ocorrida nesta sexta-feira, contou principalmente com jovens competidores. A vencedora foi a paulista Daneli Miron, montando Nativa da Lagoa. A amazona fechou o percurso com obstáculos de 1,20m em 55s82.
A segunda colocação na prova ficou com a também paulista Mariana Barros, acompanhada de SL Bizu, com o tempo de 56s30. Fechando o pódio, o gaúcho Diogo Vontobel Breyer, montando Soberano do Jarau, fechou o percurso em 57s66.
Nesta edição, a prova foi realizada na pista coberta da Hípica e contou com um bom público apreciador do esporte. Mais da metade dos conjuntos encerrou o percurso sem falhas, deixando a decisão para o cronômetro. Mariana foi a primeira fazer um grande tempo, que persistiu após a passagem de muitos competidores. No entanto, quando Daneli cravou os 55s82, ninguém mais conseguiu superar a marca da jovem amazona. A premiação foi entregue pelo presidente da Hípica, Júlio Rabelo, juntamente com o diretor comercial do JC, Luiz Borges.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia