Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 26 de maio de 2017. Atualizado às 00h41.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

aviação

Notícia da edição impressa de 26/05/2017. Alterada em 25/05 às 23h12min

Acordo destrava obra da pista do Salgado Filho

Ampliação é essencial para atrair aviões de maior porte ao aeroporto

Ampliação é essencial para atrair aviões de maior porte ao aeroporto


JOÃO MATTOS/ARQUIVO/JC
A assinatura de um contrato entre prefeitura e União vai beneficiar cinco mil pessoas e destravar as obras de ampliação da pista do Aeroporto Internacional Salgado Filho em mais 920 metros, alcançando 3,2 mil metros. Nesta quinta-feira, com a presença do prefeito Nelson Marchezan Júnior e do ministro das Cidades, Bruno Araújo, foi dada a ordem para o início das construções do Condomínio Residencial Loteamento Irmãos Maristas.
Localizado no bairro Mário Quintana, zona Norte da Capital, o empreendimento terá 1,2 mil apartamentos e 98 casas. Novecentas e quarenta famílias que vivem no traçado previsto para a ampliação da pista do Salgado Filho serão beneficiadas. As outras 358 unidades habitacionais serão destinadas a moradores de áreas de risco das comunidades Jardim das Cachoeiras e Parque Chico Mendes. O valor do investimento é de R$ 112,47 milhões do Fundo de Arrendamento Residencial (FAR).
O loteamento irá contar ainda com 54 espaços comerciais, duas praças, um posto de saúde e uma escola de ensino fundamental. A prefeitura também discutiu com o Ministério das Cidades formas para garantir a segurança dos moradores. "Fiz a entrega de milhares de empreendimentos em todo o Brasil e sempre critiquei o número de unidades que foram tomadas por milícias, pelo crime. Hoje, eu vi o primeiro prefeito do Brasil assumir com transparência essa questão gravíssima e discutir maneiras de evitá-la", disse Araújo. Segundo ele, dentro de poucas semanas, o canteiro de obras da empresa já começará a ser erguido.
Marchezan lembrou que as pessoas que estavam há décadas aguardando terão uma solução definitiva. "Em nosso governo, pactuamos que não vamos entregar nenhuma notícia para a imprensa se nós não entregarmos um fato concreto junto. Nossos contratos serão cumpridos, vão chegar na vida real de quem mais precisa. Hoje é um dia para que essas famílias comemorem", afirmou.
Em março, o grupo alemão Fraport AG Frankfurt conquistou a concessão do aeroporto Salgado Filho em leilão. Nos próximos 25 anos, o grupo investirá pelo menos R$ 1,9 bilhão na cidade. Uma das primeiras e mais importantes medidas do grupo é a ampliação da pista do aeroporto para pousos e decolagens. Assim, aviões de grande porte poderão usar o Salgado Filho para pousos e decolagens.
A Fraport escolheu o terminal de Porto Alegre pelo grande potencial para desenvolvimento futuro e pela sua localização geográfica estratégica no Mercosul. A ampliação da pista de pouso e decolagem do Salgado Filho é fundamental para garantir a expansão do terminal no cenário internacional.
Levantamento da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) aponta que a movimentação no aeroporto é de 8,4 milhões de passageiros por ano. Com a chegada da Fraport e os investimentos que serão feitos, a meta é chegar a 22,84 milhões de passageiros por ano em 2042. Segundo a Agenda 2020, sem ter pista ou terminal de cargas adequados, o aeroporto decola apenas US$ 77 milhões em exportações gaúchas, enquanto outros US$ 600 milhões em produtos saem de outros terminais do País. São cerca de R$ 3,3 bilhões em negócios que o Rio Grande do Sul deixa de arrecadar a cada ano, contabilizando valor de fretes, salários diretos e indiretos, impostos e consumo potencial auferidos em outros estados.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia