Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quinta-feira, 25 de maio de 2017. Atualizado às 17h28.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

conjuntura

Alterada em 25/05 às 17h29min

Para Grupo Pão de Açúcar, incerteza aumentou, mas consumo não se modificou

O Grupo Pão de Açúcar afirma que não sentiu uma modificação relevante do comportamento de consumo nos últimos dias desde o início da crise política iniciada pela delação do empresário da JBS, Joesley Batista. Questionado por jornalistas, o diretor vice-presidente Luis Moreno considerou que não houve alteração significativa apesar de uma maior incerteza no cenário.
"O contexto não mudou significativamente, embora ainda seja cedo para dizer", afirmou durante o lançamento de uma nova plataforma de descontos da companhia.
O GPA anunciou o lançamento de um programa de descontos individualizado por cliente, com descontos ativados por meio de aplicativo. Moreno destacou a iniciativa como parte de um esforço de "eliminar incentivos perversos" na relação com fornecedores.
Segundo o executivo, a companhia está "migrando para um modelo de colaboração mais intensa" com fornecedores. Na nova plataforma digital, que ficará disponível para clientes a partir de 29 de junho, fornecedores poderão programar descontos e ter acesso a informações de comportamento de consumo.
Em julho, disse, a empresa quer ainda lançar um sistema online de compartilhamento de informações logísticas e de estoque com os principais fornecedores.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia