Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 15 de maio de 2017. Atualizado às 10h23.

Jornal do Comércio

Colunas

COMENTAR | CORRIGIR
Roberto Brenol Andrade

Palavra do Leitor

Notícia da edição impressa de 15/05/2017. Alterada em 15/05 às 10h23min

Eutanásia em cães

Em relação à matéria Prefeitura da Capital volta atrás e suspende eutanásia em cães (Jornal do Comércio, 08/05/2017), quando da contrariedade da construção do Hospital Veterinário dentro da área do Parque Saint Hilaire, essas ponderações foram colocadas no inquérito civil que tramita no Ministério Público. Além da contaminação da fauna local com leishmaniose (zoonose), denunciamos que aconteceriam contaminações de cães e gatos na região Leste da Capital/Viamão, assim como a eutanásia para animais afetados, pois a Secretaria Municipal da Saúde/Zoonose não possuía e não possui elementos preventivos. (Eduíno de Mattos, membro do Conselho do Parque Saint Hilaire)
Aeromóvel
Porto Alegre está com sério problema de tráfego e um projeto na Câmara de Vereadores propõe a retirada da estrutura do aeromóvel do Centro Histórico. Não seria mais razoável implementar o projeto e proporcionar à população mais um meio de transporte, já que não polui o meio ambiente e independe de desapropriações, pois transitaria nos canteiros? Péssima ideia, a meu ver. (Pedro José Mentges)
Fundo do Trabalhador
Li, estarrecido, no Jornal do Comércio de 11/05/2017, última página, que o Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) precisará de aportes de R$ 79 bilhões do Tesouro Nacional para fechar as contas entre 2017 e 2020 (dados do Ministério do Trabalho e Emprego). Como o fundo já precisou de R$ 12,5 bilhões do Tesouro e usou mais R$ 2 bilhões do seu patrimônio para fechar as contas de 2016, pergunto: quais as causas deste descalabro financeiro? Quem foram os responsáveis? Isso foi apurado? Será que foi pelo ralo do Bndes? O Tesouro Nacional, com recursos de todos os brasileiros que pagam seus impostos, não pode servir para tapar esse tipo de prejuízo sem que as causas e os responsáveis sejam apurados. (Renato Weber Santiago, economista)
Previdência
O editorial de 11/05/2017 do Jornal do Comércio está muito bom (Modelo de Previdência e suporte financeiro do País). Infelizmente, a imprensa, em geral, erra num ponto em relação às propostas de reformas: a trágica realidade, em especial na área da Previdência e do trabalho, é considerada uma fatalidade que nada tem a ver com nossas decisões e legislação. Ao contrário, as propostas são esmiuçadas, e todas as possíveis e imagináveis consequências são discutidas. Traço essas linhas em vista da referência à quase metade da PEA (População Economicamente Ativa) que está fora da Previdência, apesar de contribuir para a Seguridade Social. Isso é trágico, uma brutalidade terrível com os mais pobres, principalmente se levado em conta que a carga tributária é regressiva. Entre os excluídos estão mais de 5 milhões de donas de casa pobres, mas temos um bom coração: permitimos que elas ingressem no sistema como contribuintes facultativos, isto é, mediante contribuição individual. A que estado chegamos. Esse assunto deveria ser ampliado. (Antonio A. d'Avila)
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia