Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de abril de 2017. Atualizado às 11h01.

Jornal do Comércio

Política

COMENTAR | CORRIGIR

operação lava jato

02/04/2017 - 19h43min. Alterada em 02/04 às 19h43min

Em vídeo, irmã de Aécio chora ao rebater acusações

Irmã do senador Aécio Neves (PSDB-MG), a jornalista Andrea Neves chorou em um vídeo gravado por ela no qual rebate a acusação de que teria recebido propina da Odebrecht em uma conta bancária nos Estados Unidos.
"Pra mim, como disse meu irmão ontem à noite, pouco interessa agora quem mentiu, quem é o mentiroso, se o delator ou a fonte da revista. O que interessa é a mentira. Eu não sei o que está acontecendo para tanto ódio e tanta irresponsabilidade, atacar de forma tão covarde a vida das pessoas", disse Andrea.
Em reportagem publicada na sexta-feira (31) a revista Veja revelou parte do conteúdo do que seria a delação de Benedicto Junior, ex-­pre­sidente da Odebrecht Infraestrutura.
Segundo a semanal, Junior teria afirmado na delação - já homologada no Supremo Tribunal Federal - que os repasses a Aécio foram "contrapartida" ao atendimento de interesses da empreiteira em obras como a da Cidade Administrativa, em Minas, e da usina de Santo Antônio, em Rondônia, onde a Cemig (estatal mineira) integrou um consórcio.
Ontem o senador Aécio Neves convocou uma entrevista coletiva e também gravou um vídeo para rebater a reportagem. Segundo ele, o advogado do delator que teria feito as acusações teria desmentido o depoimento.
"Estou solicitando ao ministro (Edson) Fachin (relator da Lava Jato na corte) que abra as delações. Esses vazamentos seletivos são criminosos. Tem que parar e ser punidos", afirmou o tucano.
No vídeo de Andrea, a irmã de Aécio fez um apelo emocionado. "Eu gostaria de poder olhar no seu olho, embora não te conheça, pra garantir que isso é mentira e que vamos provar".
Depois, fala com a voz embargada. "Gostaria de poder olhar no olho... Desculpa... De cada pessoa que eu conheço, de cada amigo, de cada pessoa que acompanha nosso trabalho, pra dizer é mentira, e nós vamos provar."
Enfim, evoca "duas pessoas que me conhecem tão bem", a mãe e a filha. "Fiquem tranquilas, não sofram por nós, porque nós vamos provar que é mentira."
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Selma Lizia 03/04/2017 10h43min
kkkkkkkkkkkkkkkkkkkk