Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 29 de abril de 2017. Atualizado às 18h45.

Jornal do Comércio

Internacional

COMENTAR | CORRIGIR

Estados Unidos

Alterada em 29/04 às 18h51min

Milhares de manifestantes marcham pelo clima e contra Trump nos Estados Unidos

Em Nova Iorque foram registrados protestos em frente à Trump Tower

Em Nova Iorque foram registrados protestos em frente à Trump Tower


Donald EMMERT/AFP/JC
Agência Brasil
Milhares de pessoas de várias partes dos Estados Unidos iniciaram neste sábado (29) a Marcha pelo Clima, uma ação que busca denunciar os efeitos que as ações do presidente do país, Donald Trump, terão no clima e na saúde dos americanos. 
Desde as primeiras horas da manhã, os manifestantes se reuniram perto do Congresso dos EUA, e pouco depois do meio-dia começaram a marchar pelas ruas da capital americana em um protesto ao redor da Casa Branca.
"Marchamos contra toda a agenda de combustíveis fósseis do presidente Trump e acreditamos que o caminho para o futuro está baseado na voz das pessoas, que se expressam principalmente por meio de protestos e marchas em massa", afirma o comunicado dos organizadores.
Com grande quantidade de lemas a favor do meio ambiente e contra Trump, os milhares de manifestantes tomaram as principais artérias viárias da cidade, uma semana depois da realização de outra manifestação similar da comunidade científica, que denunciava os cortes dos fundos para pesquisas.
Entre os participantes do ato de hoje estão figuras conhecidas como o ator Leonardo DiCaprio e o ex-vice-presidente Al Gore, que devem discursar no final do ato, perante o obelisco de Washington.
A marcha coincide com a data na qual Trump completa 100 dias no poder, cujo governo recuou em numerosas medidas de proteção ambiental impulsionadas por seu predecessor, Barack Obama.
Trump já deixou claro em várias ocasiões que dará prioridade ao crescimento econômico frente às preocupações dos grupos ambientalistas.
Outras manifestações também aconteceram em outras grandes cidades dos EUA, como Chicago e Nova Iorque.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia