Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, segunda-feira, 03 de abril de 2017. Atualizado às 22h41.

Jornal do Comércio

Geral

COMENTAR | CORRIGIR

Transporte coletivo

Notícia da edição impressa de 04/04/2017. Alterada em 03/04 às 22h35min

Vereadores do PSOL entram com ação contra o aumento da passagem

Vereadores e dirigentes do PSOL protocolaram ontem, no Tribunal da Justiça do Rio Grande do Sul, uma ação exigindo a revogação do aumento das passagens de ônibus em Porto Alegre até que se conclua a inspeção especial, em curso, do Tribunal de Contas do Estado (TCE), que investiga irregularidades na planilha tarifária do transporte público na Capital. Entre as principais justificativas estão a renovação da isenção do Imposto de Serviços Sobre Qualquer Natureza (ISS) por mais dois anos às empresas de ônibus e a suspeição de irregularidades na planilha tarifária, cujos argumentos foram apresentados por vereadores do PSOL e do PT ao Ministério Público de Contas.
Para a vereadora Fernanda Melchionna, a suspensão do aumento tarifário até o término da inspeção garantirá que os usuários não saiam prejudicados. "A prefeitura disse que a renovação da isenção do ISS às empresas de ônibus serviria para manter o valor da tarifa e, também, que aguardaria o resultado da inspeção especial para acatar novo aumento da passagem", argumenta. A parlamentar lembrou que o montante que o município deixa de arrecadar com as isenções fiscais deveria contribuir com a modicidade tarifária.
CONTINUE LENDO ESTA NOTÍCIA EM NOSSA EDIÇÃO PARA FOLHEAR
CLIQUE AQUI PARA ACESSAR
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia