Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sábado, 15 de abril de 2017. Atualizado às 22h03.

Jornal do Comércio

Esportes

COMENTAR | CORRIGIR

Campeonato Gaúcho

15/04/2017 - 21h41min. Alterada em 15/04 às 22h09min

Com um a menos, Internacional vence o Caxias e larga na frente por vaga na final

Rodrigo Dourado marcou o único gol e garantiu a vitória colorada

Rodrigo Dourado marcou o único gol e garantiu a vitória colorada


Ricardo Duarte/SCInternacional/Divulgação/JC
O Internacional venceu o Caxias por 1 a 0 neste sábado (15), no estádio Beira-Rio, em Porto Alegre, e largou na frente por uma vaga na decisão do Campeonato Gaúcho. O resultado foi conquistado no sufoco, pois o time anfitrião ficou com um jogador a menos a partir dos 21 minutos do segundo tempo, quando William foi expulso.
Mesmo assim, a equipe colorada conseguiu segurar a pressão do adversário e agora joga pelo empate no duelo de volta, no domingo (23), no estádio Centenário, em Caxias do Sul (RS) - se o placar da primeira partida se repetir, a decisão vai para a disputa por pênaltis.
O gol da vitória foi marcado por Rodrigo Dourado no primeiro tempo, quando o Internacional conseguiu ser bastante superior e teve oportunidades de ampliar o marcador. Agora, o time colorado volta as atenções para a Copa do Brasil. Depois de empatar o jogo de ida em casa por 1 a 1, visitará o Corinthians nesta quarta-feira, em São Paulo, por uma vaga às oitavas de final da competição.
O técnico Antonio Carlos Zago tinha a expectativa de repetir a escalação da equipe pela primeira vez na temporada. Mas o volante Edenilson sentiu a coxa durante o aquecimento e foi substituído por Roberson. Ainda antes de a bola rolar, a torcida do Internacional cantou parabéns ao meia D'Alessandro, que neste sábado completou 36 anos. E seu aniversário não teve nada de diferente em sua postura em campo.
O meia argentino demonstrou o mesmo nervosismo de sempre e, nos primeiros minutos, arrumou confusão com o médico do Caxias, que havia entrado em campo para atender um jogador. D'Alessandro precisou ser contido pelos companheiros. O médico do time visitante ainda discutiu com Antonio Carlos Zago na saída do gramado. O treinador colorado, disfarçadamente, deu um leve chute no adversário.
Com a bola nos pés, D'Alessandro também demonstrou a sua habitual habilidade. Aos 18 minutos, cruzou da direita na segunda trave, o uruguaio Nico López desviou de primeira para boa defesa do goleiro Marcelo Pitol. Na sobra, após bate-rebate, a bola sobrou para Rodrigo Dourado, que mandou para as redes.
O Internacional seguiu melhor na partida e teve a chance de ampliar novamente com Rodrigo Dourado, mas desta vez o volante mandou para fora. O Caxias deu apenas um susto, aos 30 minutos. Júlio César finalizou, mas Carlinhos se jogou na bola para impedir o gol.
O time colorado mantinha a pressão, especialmente com jogadas de Nico López pela esquerda. Em uma delas, ele fez fila na zaga do Caxias e cruzou na medida para o centroavante Brenner. O artilheiro do Campeonato Gaúcho com oito gols, no entanto, mandou para fora.
No segundo tempo, o Internacional recuou e o Caxias passou a pressionar. O atacante Gilmar perdeu a principal chance nos primeiros minutos. Recebeu livre, invadiu a área, mas bateu cruzado para fora. Antonio Carlos Zago, então, decidiu mexer na equipe. Tirou Nico López, que, antes de sair, deu ótima assistência para Roberson, que cruzou para área e Brenner por pouco não completou para as redes. Valdívia entrou e os torcedores gritaram burro para o treinador, que tirou um dos destaques em campo.
O Internacional parecia que iria equilibrar novamente as ações. Roberson exigiu grande defesa de Marcelo Pitol. Mas, na sequência, William recuou uma bola errada, Gilmar roubou a bola e o lateral do time colorado precisou parar a jogada. Como já tinha cartão amarelo, foi expulso. Apesar de ter um jogador a mais, o Caxias não conseguiu furar a retranca do Internacional. No final, Gilmar chegou a mandar de cabeça para as redes, mas estava em posição irregular e o árbitro anulou corretamente o gol.
Internacional 1 x 0 Caxias
Marcelo Lomba; William, Léo Ortiz, Víctor Cuesta e Carlinhos; Rodrigo Dourado, Roberson, D'Alessandro (Alemão) e Uendel (Anselmo); Nico López (Valdívia) e Brenner. Técnico: Antonio Carlos Zago.
Marcelo Pitol; Gian, Geninho, Edson Borges e Márcio Goiano (Laércio); Marabá, Elyeser, Júlio César (Kanu), Wagner e Reis; Gilmar (Nicolas). Técnico: Luís Carlos Winck.
Árbitro: Roger Goulart 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia