Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, quarta-feira, 26 de abril de 2017. Atualizado às 10h43.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

telecomunicações

Alterada em 26/04 às 10h45min

Ex-presidente da Oi é multado em R$ 200 mil

O ex-presidente da Oi Zeinal Bava foi punido por declarações feitas na época da oferta pública de ações da operadora, em 2014. A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) multou o executivo em R$ 200 mil por desrespeito ao período de silêncio na operação, parte do processo de fusão da Oi com a Portugal Telecom (PT).
Bava deu declarações à imprensa na véspera da assembleia de acionistas em que seriam votados pontos da união entre as empresas. A CVM veda a manifestação na mídia de participantes de oferta até a publicação do anúncio de encerramento da operação.
Na época, Bava defendeu a fusão com argumentos que já havia apresentado antes, como a estimativa de R$ 5,5 bilhões em sinergias. Porém, diante das declarações, a CVM suspendeu o aumento de capital por 30 dias, em março de 2014. A Oi, na época, pediu que investidores desconsiderassem a declaração de Bava em suas decisões.
Em relação à nova decisão, Bava pode recorrer ao Conselho de Recursos do Sistema Financeiro Nacional (CRSFN), o Conselhinho. 
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia