Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 21 de abril de 2017. Atualizado às 18h37.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

mercado financeiro

Alterada em 21/04 às 18h39min

Ouro fecha em leve alta em Nova Iorque, com investidor preocupado com eleição na França

O ouro fechou com ganhos nesta sexta-feira, 21, com investidores buscando ativos seguros em meio a temores de turbulência política na última sessão antes do primeiro turno da eleição presidencial francesa, que acontece no próximo domingo. O ouro para entrega em junho fechou em alta de 0,4%, a US$ 1.289,10 a onça-troy na Comex, divisão de metais da New York Mercantile Exchange (Nymex).
A demanda por metais preciosos tem sido impulsionada nas últimas semanas pelo nervosismo político, especialmente na França. Se Marine Le Pen ou Jean-Luc Mélenchon - respectivamente os candidatos de extrema-direita e de extrema esquerda - avançar para o segundo turno da votação, os investidores poderão na próxima semana voar para o ouro como um paraíso, disse Commerzbank em nota.
"A aversão ao risco permanece constante em meio ao risco político, com a incerteza acelerando o voo para investimentos seguros", escreveu Lukman Otunuga, analista da FXTM, nesta sexta-feira.
O movimento de negociação foi atenuado à medida que os investidores esperam mais notícias sobre a França e as tensões políticas entre os EUA e a Coreia do Norte.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia